Um mês no Japão, resumo e custo

asakusa tokyo japan

Asakusa tem essa ‘cara’ de Japão incrível

Passamos um mês no Japão em setembro de 2016. Foi um mês corrido, cheio de passeios, viagens, problemas com o tempo, movimento constante e maravilhas. A gente ama o Japão, é um lugar perfeito para se viajar.

Ficamos em 3 cidades: Tóquio, Osaka e Suzuka. Ficamos pouco mais de 2 semanas em Tóquio, 9 dias em Suzuka e 6 dias em Osaka. Amamos tudo. Que lugares incríveis!

 

 

Em Tóquio, nós:

tokyo aerial

Tóquio vista de cima

  • passeamos por Shinjuku, que é incrível dia e noite (e muito diferentes um do outro, então faça os dois!)
  • fomos para o Pokémon Center em Ikebukuro, que foi aonde vimos vários cosplayers
  • vimos um festival de verão passando pela rua da varanda (foi rapidinho, mas foi bem legal)
  • fomos para a Disney Sea
  • visitamos brevemente o Zoológico de Ueno e não gostamos
  • comemos o bolinho de creme de Totoro da Shiro Hige
  • andamos por Shibuya, vimos e atravessamos o cruzamento mais movimentado do mundo
  • entramos no primeiro trem bala das crianças
  • passamos uma tarde em Akihabara, em meio a lojas e prédios e coisas incríveis
  • passamos uma tarde em Odaiba, e visitamos o Museu de Arte Ilusionista de lá
  • curtimos muito o Museu Ghibli
  • passamos a tarde em Asakusa, visitando os templos e as ruas em volta
  • vimos Tóquio de cima, do Prédio do Governo de Tóquio

 

Em Osaka, nós:

hogwarts

Castelo de Hogwarts, na Universal Studios Japan

  • visitamos o Pokémon Center em Umeda e passeamos um pouco pelas área
  • vivenciamos o primeiro tufão das crianças
  • passamos o dia em Nara, alimentamos os cervos e visitamos vários templos (até vimos a estátua gigante de Buddha)
  • tivemos um dia desastroso em Umeda, em meio a roda gigante e o Café Gudetama
  • comemos maravilhosamente bem no Kuromon Market
  • fomos para o Halloween dos Estúdios da Universal no Japão

Em Mie, nós:

iga-ueno ninja village

Dentro do Castelo de Iga-Ueno

Abaixo tem os custos, que a gente resolveu deixar na moeda local porque as taxas de conversão mudam demais:

Acomodação

Pagamos por 3 semanas de acomodação porque ficamos na casa do meu pai por 9 dias sem pagar nada (do contrário, ainda fomos mimados). Em Osaka, pagamos JP¥ 31.000 por 6 noites e em Tóquio, pagamos JP¥ 126.000 por 16 noites. Foi mais barato do que na NZ e conseguimos ficar abaixo do nosso limite de  NZ$ 100/noite (bem abaixo, se contarmos ainda os dias que passamos na casa do meu pai pagando nada). Se pensar bem, as casas foram bem menores também.

Transporte

nara temples

Nara foi um passeio bem incrível!

A gente não tinha limite no orçamento para transporte porque a gente queria viajar o máximo possível. A verdade é que a gente acabou deixando muita coisa de fora porque a gente estava bem cansado, mesmo, o que ajudou a economizar uma boa grana. Estou feliz que a gente escolheu não mudar de casa a cada 3 dias, como foi o que a gente queria fazer.

  • JP¥ 12 400 pelo Airport Limousine do aeroporto de Narita para Shinjuku
  • JP¥ 3 800 pelo Keusei Bus da estação de Tóquio para o aeroporto de Narita
  • JP¥ 43 687 pelo aluguel do carro por 5 dias
  • JP¥ 47 640 ao todo pelas duas viagens de trem bala (de Tóquio para Nagoya e de Osaka para Tóquio)
  • aproximadamente JPY 20 000 pelos trens e metrôs comuns no total

E tudo isso chega a JP¥ 127 527, o que ainda é bem mais barato do que as 2 semanas de JR Pass para a família.

 

 

Comida

asakusa gardens

Asakusa e seus jardins lindos

A gente sabia que gastaria um monte em comida. Decidimos que não faríamos comida em casa, além do arroz de máquina, mas a gente sabia que a comida no Japão não é cara (pelo menos a comida que a gente gosta). Eu acho a comida japonesa, mesmo as mais baratas, como as prontas de mercado, deliciosas. A maioria da nossa comida foi paga em dinheiro, então a gente não sabe muito bem quanto gastamos, mas vou deixar valores aproximados por pessoa.

Uma tigela de ramen custava entre JP¥ 700 a JP¥ 1300, dependendo do tipo de ramen que a gente pedia. As crianças e eu geralmente pedíamos os mais simples porque era o que a gente gostava, mas o Angelo gostava de de variar um pouco. Ah, a gente pedia, geralmente, duas tigelas de ramen para as 4 crianças dividirem e nunca faltou. O preço varia um pouco de loja pra loja também.

Uma refeição no Ootoya custava entre JP¥ 800 ~1000 e a comida de criança era mais ou menos JP¥ 500.
Se a gente comesse alguma coisa mais simples, tipo takoyaki (bolinhas de massa com um pedaço de polvo dentro), custava mais ou menos JP¥ 500 / pessoa.
Se a gente fizesse arroz em casa e comprasse a mistura no mercado, pagávamos no máximo JP¥ 3 000 / refeição.

O problema é que a gente sempre comprava algumas outras coisas durante o dia, como sorvete, donut, crepe, etc, e eles custavam qualquer coisa entre JP¥ 100 por pessoa a JP¥ 2000 por pessoa.

A gente sempre comprou o café das lojas de conveniência ou mercados, e saía barato porque era bem simples: pão, café, manteiga, leite, suco, chá, bolachas, iogurte e frita. A gente não sabe quanto custou, mas eu acredito que tenha sido algo como JP¥ 5000 por semana.

Aliás, a fruta japonesa é uma coisa de louco. Experimente!

De resto

sky tree tokyo

Sky Tree vista de Asakusa

Visitamos a Disney Sea, Universal Studios, roda gigante do Hep 5, zoológico de Ueno, templos, Museu Ghibli, Museu de Arte Ilusionista, castelo de Iga-Ueno, Danjiri-kan e Vila Ninja. Compramos cookies para alimentar os cervos de Nara, milhares de lembrancinhas, coisinhas para nós, algumas refeições par ao meu pai. Brincamos em vários game centers.

É bem complicado medir o quanto a gente gastou porque a gente não anotou anda.

Total

asakusa

As lanternas…. ah, as lanternas!

Juntando todo o dinheiro que a gente gastou (dinheiro e cartões), gastamos mais ou menos JP¥ 20 000 por dia para a família toda. Foi acima do nosso orçamento, mas a gente não cozinhou um dia sequer, compramos várias comidas porcaria durante o dia, presentes para amigos e familiares no Brasil e saímos quase todos os dias. Não nos arrependemos. Se a gente não tivesse comprado tanta lembrancinha, a quantia teria diminuído consideravelmente.

O que você acha? Japão é um lugar que você consideraria visitar?

Visitamos o Japão com as crianças. Aqui, detalhamos os custos, nossos gastos, e contamos sobre tudo o que fizemos! Saiba mais!

Um pin para deixar a vida um pouco mais fácil

 

SaveSaveSaveSave

SaveSave

SaveSave

5 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] gente vai pro Japão em setembro, pra ficar um mês. Eu não poderia estar mais ansiosa! Apesar do Japão não ser […]

  2. […] se você estiver pagando, o cuidado é o mesmo na maioria do mundo. Usamos hospitais na NZ, Japão, Brasil, Uruguai, Chile, Bolívia e Colômbia e não vimos diferença. Tirando o preço, claro. O […]

  3. […] da gente ser brasileiro, estamos morando fora há 10 anos. Primeiro Japão, depois Nova Zelândia. Os dois países são seguros e estáveis, apesar dos terremotos, tsunamis, […]

  4. […] é bem necessário pra seis pessoas), e eu amei o que o cara fez com a sala. Ele colocou tomadas do Japão/Estados Unidos, Europa, Oceania/China, e obviamente a do Uruguai, que é a mesma que a do Brasil, […]

  5. […] A internet foi um sonho! Rápida, estável e em todos os lugares.  OK, a gente só esteve em Montevideo e Colonia, mas a internet foi excelente nos dois lugares, até no meu celular. Foi a melhor internet até agora, até melhor do que o Japão. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta