Tóquio, Japão, com crianças – parte 1

shibuya crossing

Cruzamento de Shibuya, às 2 da tarde em um dia de semana normal

Passamos uma semana em Tóquio, em setembro de 2016.

Durante essa semana, a gente não fez muito porque a gente estava se ajustando ao tempo incrivelmente úmido e quente logo depois de deixar o inverno de Auckland. O verão de Auckland tinha temperatura máxima de 28°C e não é muito úmido. A gente não estava pronto para o calor do verão japonês.

Mas a gente se divertiu mesmo assim, apesar do suor, do calor, da umidade, das brotoejas e de gastar um monte de dinheiro nas máquinas de venda (elas são tão legais!)

Enquanto estivemos lá, fomos para:

Shibuya, Tokyo, Japan

Shibuya, um pouco fora da zona turística

Shinjuku:

Nossa casa ficava lá. Para um lado, todos os prédios com luzes neon e tudo o que lembra Tóquio, e do outro, uma área residencial e calma. Um contraste incrível, muito legal de se ver. Em volta da estação de trem de Shinjuku tem uma área gigante de comércios de todo o tipo. Tem o Odakyu, várias lojas de rua, restaurantes e muita gente. A estação de trem é enorme e bem complicada para quem é novo na área. Também tem uma estação de ônibus bem em frente. Uma coisa que me assustou foi a quantidade de moradores de rua. Muitos!

O Odakyu é um shopping grande e caro. A gente foi só tomar um sorvete e foi super caro (e apesar de ser bom, não foi o melhor que a gente experimentou).

O Bic Camera é uma loja de eletrônicos imensa (e tem em vários lugares do Japão). A gente ficou besta. É muita coisa pra ver.

Os restaurantes de rua são muito bons, vale a pena experimentar!

Shinjuku, Tokyo, Japan

Shinjuku, na área residencial

Shibuya:

Fomos lá para ver a interseção mais movimentada do mundo. Eram umas 2 da tarde e estava LOTADO. Não consigo nem imaginar como fica às 5. Talvez a gente volte lá pra ver. Vimos do Starbucks dentro do Tsutaya, que é uma loja enorme de DVD, CD e mangá.

Aproveitamos pra ver o 109, que é um shopping. Aparentemente, o shopping de jovens. A gente achou muito divertido e não muito usável. Tinha ar condicionado.

Disney Sea:

A gente tem 2 posts sobre isso, já: um da Melissa e um meu. Eu só vou dizer que é muito legal! Bem diferente dos outros parques da Disney (pelo menos, é o que eu ouço dizer, já que só fomos na Disney Tóquio e Orlando).

bike parking, Tokyo, Japan

Bike parking, pretty full, this one.

Ueno Zoo:

Não gostamos. As jaulas são sujas, pequenas e lotadas, com animais tristes e apáticos. Não vale a pena.

Ikebukuro:

Fomos porque os meninos queriam ver o Pokémon Center. É uma loja com um espacinho no fundo aonde crianças podiam jogar jogos, cartas e etc (pago separadamente). Ficamos meio perdidos lá, porque a loja fica em um shopping (assim como a maioria das outras lojas), mas não tem nenhuma placa falando da loja. Enfim, naquele dia teve Pikachu vestido de ‘happi’ (roupa tradicional das festas de verão japonesas) e a Coral gostou, pelo menos. A loja tem muita coisa, desde bichinhos de pelúcia, roupa, jóias, comida, acessórios, jogos, cartões, tudo Pokémon. Minhas crianças ficaram quase uma hora lá dentro. A caminhada entre a loja e a estação de trem foi a mais divertida! Várias pessoas diferentes: cosplays, pessoas de roupa social, famílias, lolitas (meninas vestidas como se fossem bonequinhas), pessoas de kimono, casais com roupas combinando….

Pokémon Center, Tokyo, Japan

Pokémon Mega Center,  em Tóquio

Tinha também um outlet do Bic Camera, mas a gente não foi porque as crianças estavam muito cansadas. Tomara que a gente consiga ir algum outro dia.

Vamos ter alguns dias a mais em Tóquio antes de ir embora do Japão, então talvez a gente consiga rever algumas coisas.

Shinkuju Station

O estacionamento de bicicletas e as lanternas de papéis da estação de trem de Shinjuku

Tem algumas coisas que a gente já sabia, mas que foram surpreendentes de qualquer jeito, como as maquininhas de vendas. Têm máquinas por todos os cantos, e eles vendem de tudo: bebidas, sorvetes, pães, até gatcha-gatcha (maquininhas em que se coloca o dinheiro, roda a catraca e desde um brinde dentro de uma cápsula).

Também é uma cidade muito boa para ciclistas! E tem estacionamento de bicicletas em todos os lugares!

Ah, os banheiros! Tentem apertar todos os botões, só tenha certeza de estar sentado no vaso (sem a calça, por favor) ou deixe a tampa fechada. Só avisando….

Godzilla, Tokyo, Japan

O pé do Godzilla em um shopping de Tóquio

Mandamos 3 cartões postais do Japão! Se você quer concorrer a um dos próximos, faça seu cadastro para receber nossa newsletter!

Nossa aventura!

2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] de Etihad de Tóquio para São Paulo em outubro de 2016. Foram 2 vôos longos, um de Tóquio a Abu Dabi (14 horas) e um […]

  2. […] você viu o filme e ama, como eu, você precisa conhecer o Museu Ghibli, em Tóquio. É só o museu mais lindo do mundo! Infelizmente, é pequeno e tem visitação controlada, então […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta