Tongariro Alpine Crossing, a trilha de um dia mais famosa da Nova Zelândia

Já pensou em uma caminhada de um dia inteiro, subindo e descendo um vulcão ativo? Esse é o Tongariro Alpine Crossing. Clique para saber mais!
Um pin feito para facilitar a vida de quem quer salvar para ler depois

Quando visitar o Tongariro National Park, uma atividade obrigatória é o Tongariro Alpine Crossing, a trilha de um dia mais famosa da Nova Zelândia. Essa é uma trilha longa, e cruza-se um dos 3 vulcões ativos da área, o Monte Tongariro.

Lembre-se, a caminhada é em um vulcão que ainda está ativo: caso o alarme de emergência dispare, mantenha-se fora dos vales e desça o mais rápido possível.

A distância percorrida no Tongariro Crossing

É uma trilha de 19,4 km, que, de acordo com os guias e informativos, o percurso pode ser concluído entre 6 e 8 horas (mais se o tempo não ajudar ou dependendo da sua resistência).

Sobre e desce montanhas, e tem muitos, muitos degraus. Uma hora de escada, no Devil’s Staircase (Escadaria do Diabo).

Precisa estar em forma para o Tongariro Alpine Crossing?

Eu não sou um cara atlético e, tirando as caminhadas que faço com as crianças, não pratico nenhum exercício. Essa é a minha experiência. Concluí o percurso em 7 horas debaixo de chuva e neblina, sem preparo físico e sem nunca ter feito caminhadas longas.

Mesmo com tudo isso, qualquer um pode fazer, basta manter a calma, saber o seu limite e seguir a trilha passo a passo, respeitando a natureza e mantendo-se no caminho.

A maioria das pessoas poderia fazer, é só ir com calma. Não tenha medo de ir sozinho, sempre tem alguém na trilha, então você nunca vai estar realmente sozinho.

A altitude do Tongariro Crossing

A caminhada começa a cerca de 1100m de altura e chega até 1967m no topo do Monte Tongariro ou 2287m no topo do Monte Ngaruhoe. Ambos não fazem parte do trajeto original, mas podem ser feitos como extras durante a caminhada.

Cerca de 2h, ida e volta, para cada montanha são necessárias, então tenha um bom planejamento para que possa chegar no horário no final. Eu fiz apenas o Monte Tongariro em 1.5h.

Tongariro Alpine Crossing, NZ
No começo e assim, plano, e fácil… Depois que fica mais difícil!

A dificuldade do Tongariro Alpine Crossing

Eu diria que é uma trilha difícil, mas o que você precisa mesmo é de determinação. Você pode ir super devagar, descansar bastante, demorar 10 horas, se quiser, mas dá pra terminar.

É uma trilha cheia de lama, escorregadia, e venta bastante. É em uma montanha, afinal de contas. Se você não lida bem com altitude, alturas, ou vento, melhor escolher outra trilha.

De qualquer jeito, não é uma trilhazinha qualquer, é uma trilha perigosa, e acidentes acontecem com frequência. Avise alguém quando for começar a trilha, porque não tem sinal mais pro meio da trilha.

The Tongariro Alpine Crossing, one of New Zealand's most famous one-day hikes, offers incredible views and it's free! Find out more!
Veja as pobres pessoas tentando superar a Escadaria do Diabo, no Tongariro Alpine Crossing, a trilha de um dia mais famosa da Nova Zelândia? Essa parte ainda foi tranquila.

Hospedagem para o Tongariro Crossing

Não precisa de nenhum lugar especial. Tem até vans que saem de Taupo ou Okahune para a trilha. Mesmo assim, eu sugiro que você escolha um lugar no National Park Village.

É a vila mais próxima da trilha, e todos (TODOS) os hostéis e hotéis oferecem transporte de ida e volta para a trilha.

Encontre algumas abaixo!

Transporte de e para o Tongariro Alpine Crossing

Você vai precisar de alguém pra te levar até o começo da trilha e depois te buscar no final. Não é uma trilha circular, então, se você deixar seu carro no começo da trilha, vai ter que voltar tudo pra pegá-lo.

A boa notícia é que, como é a trilha mais famosa da Nova Zelândia, qualquer um dos comércios locais oferece esse serviço. Sério. Pergunte pra qualquer local e eles vão te dar todos os detalhes.

Melhor época para o Tongariro Crossing

A melhor época é qualquer dia de sol. Sério.

Quando chove, a trilha fica cheia de lama, escorregaria, e cheia de névoa. Super inconveniente. Fica difícil de ver as vistas incríveis.

No inverno, você precisa ir acompanhado de um guia e com equipamento especial, já que parte da trilha congela – sim – e fica ainda mais perigosa que o normal. Não é durante todo o inverno, mas enquanto a trilha estiver congelada.

Tongariro Alpine Crossing is one of the most famous one-day hikes in the world. No wonder, it's one breathtaking hike!
A vista do Red Crater (Cratera Vermelha) no Tongariro Alpine Crossing no inverno, do Gábor, do Surfing the Planet. Veja se não vale a pena esperar por um dia de sol?

A melhor época é ´entre o final da primavera ao começo do outono (de novembro à abril), mas mesmo assim, escolha um dia de sol.

O clima no Parque Nacional de Tongariro é imprevisível. Quando eu fui fazer a caminhada, a previsão disse que o dia estaria lindo, mas não estava. Estava o pior possível.

Quanto custa a trilha do Tongariro Alpine Crossing?

NADA. Acesso a todo o parque é gratuito.

MAS você precisa do transporte. Como a trilha começa e termina em lugares diferentes, você não pode ir de carro sozinho – a não ser que queira voltar a pé.

Se você tem alguém pra servir de chofer, então é gratuito, mesmo. Se você precisa de transporte ou guia, vai precisar de alguém. Pergunte a qualquer local e eles vão saber quem, aonde, quanto e como.

The fog and the rain while doing the Tongariro Crossing were very inconvenient. Here, the fog makes everything hard to see, and a drop of rain is visible on the camera.
Pra quê sol, né? Se é pra ter desafio, vamos ter o desafio completo! Que se faça a chuva!

Crianças podem percorrer o Tongariro Alpine Crossing?

Poder, pode. Mas eles precisam andar bastante, por um caminho difícil. Eu sugiro que se espere até eles serem grandes o suficiente para isso. Para as minhas crianças, acho que com 10 anos eles poderiam fazer, mas vamos esperar até os 15, mais ou menos, para eles aproveitarem melhor.

Minha experiência no Tongariro Alpine Crossing

Ao chegamos no início do trajeto, o motorista passa algumas instruções e dicas, como aonde decidir voltar atrás caso veja que não conseguirá completar o percurso e também quais horários e tempo máximos de cada parte.

Após essa pequena introdução, parti debaixo de neblina e com a temperatura por volta dos 10°C. Fui sozinho, sem Thais nem crianças, mas com uma motivação incrível em imaginar-me no cenário de o Senhor dos Anéis.

Tongariro Alpine Crossing, NZ
Já no meio da caminhada, cansado, e com chuva

A primeira parte da caminhada é fácil, de Mangatepopo até Soda Springs, 5km. Essa parte fiz em 1h e pensei que seria fácil concluir os demais 14.4km no mesmo passo: engano meu.

Quando chego em Soda Spring, vejo um aviso dizendo para não continuar caso você não tenha certeza ou condicionamento físico. Esse é o ponto que o motorista nos avisou de quando voltar, pois a partir desse ponto, melhor ir até o final.

Passado o aviso começa o que eles chamam de Devil Staircase, ou Escadaria do Diabo, vou deixar vocês imaginando o porquê do nome. Esse é o ponto mais difícil do percurso e te leva até o ponto mais alto da trilha, 1886m, tirando os picos.

Até esse ponto, foram 3h sem parar, ou melhor, parando em cada lance de escada pois a dor, o frio e a loucura estavam grandes. Do topo do Red Crater, decidi dar uma esticada até o topo do Mount Tongariro, um pouco mais de loucura e 1.5h ida e volta. Caminho tranquilo, mas escorregadio, com pedras e lama.

Tongariro Alpine Crossing, NZ
A vista lá de cima é incrível, mas com certeza seria melhor em um dia mais bonito

A partir desse ponto é só descida, ou seja, nada fácil, pois as pernas já não ajudam, o chão molhado, descida aguda e escorregadia. Ambos os lados eram barrancos e deu muito medo.
Foi a parte que mais demorou: desci muito devagar, contando os passos.

O Blue Lake e o Emerald Lake ajudaram a relaxar e esquecer um pouco a descida.

Tongariro Alpine Crossing, Blue Lake, NZ
Tongariro Alpine Crossing, Lago Azul. Foi tudo o que deu para ver.

A descida é longa, cerca de 13km de lama e pedras até a floresta perto do final.

Faria tudo novamente em um dia de verão, pois como vocês puderam ver pelas fotos, tive a visão bem limitada. Valeu cada momento, cada gota de chuva e lama.

Tongariro Alpine Crossing, NZ
Já no finalzinho, na parte de floresta

Tudo isso é grátis pois fica dentro de um parque nacional, você precisa apenas arrumar transporte até o início e depois de volta do final. Qualquer acomodação nos arredores do parque faz esse serviço. Eu fiz com o pessoal do Macrocarpa Café (Tongariro National Park Village) e paguei NZD30, ida e volta. Saída 7 da manhã e retorno 4 da tarde.

O que levar ao Tongariro Alpine Crossing:

  • Muita água, mínino de 2 litros
  • Comida (eu levei sanduíches)
  • Frutas e chocolate (açúcar dá força e ajuda no emocional)
  • Máquina fotográfica ou filmadora
  • Uma sacola plástica ou uma proteção para a câmera, como essa abaixo

O que vestir no Tongariro Alpine Crossing:

  • Calçado confortável, de preferência próprio para trilhas
  • Camisetas e roupa de baixo de merino ou outro tecido que respira, exceto algodão
  • Calça ou short, exceto algodão
  • Jaqueta a prova de vento e água no caso de previsão de chuva. Na verdade, mesmo sem chuva, melhor levar.

Todas fotos foram feitas com uma Polaroid Cube, que você encontra na Amazon:

AMAZON USAMAZON UK

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.