Por que viajar com crianças? – Alguns dos nossos blogueiros favoritos contam seus motivos!

Existem milhares de motivos para se viajar com os filhos. Resolvemos expor os nossos e ainda perguntamos para alguns dos nossos blogueiros favoritos os motivos deles!

Um pin para facilitar a vida – esses somos eu e as crianças no Cerro San Cristóbal, em Santiago de Chile

Várias pessoas fazem essa pergunta para nós. Por que não viajamos antes de ter filhos e deixamos que eles tenham uma vida ‘normal’? Por que levá-los? Não é estressante? Fica muito caro! 

Bom, a gente acredita que viajar não é sinônimo de lazer. Não é beber coquetéis na pra até o amanhecer. É sobre aprender sobre a vida, ver como as pessoas vivem, conhecer outras culturas, experimentar o diferente, perceber o quão insignificante nós somos. É sobre aproveitar o caminho, aprender o que a gente não sabe, ver coisas, conversar com pessoas. É sobre viver uma vida diferente e perceber como tudo é conectado. É sobre aprender línguas novas, estar confortável sendo diferente, aprender a ser humilde.

Sim, é estressante, é muito trabalho, e é caro, mas é muito divertido! Eu amo ver as crianças olhando para alguma coisa que eles nunca tinham visto antes, e tudo o que eles aprendem só por estar em um lugar diferente é incrível.

Eu não conseguiria tirar essa oportunidade deles. E não o faria, mesmo que pudesse.

E eu perguntei para alguns dos meus blogueiros favoritos a razão deles viajarem com os filhos. Continue lendo!

Gillian do Worldschooler Exchange

There are many reasons to travel with kids - sharing our precious memories with them is one.

Gillian e a filha dela em Acrópolis! Muito legal!

“Por que você viaja com os seus filhos?” foi a pergunta – Eu acho que eu tenho o gene, simplesmente. Estudos recentes mostraram que, de fato, existe um ‘gene da viagem’ – algumas pessoas nascem para viajar!

Eu vejo isso na minha mãe também. Ela nos colocava no carro desde bem novinhos e nos levava para todos os lugares a qualquer oportunidade. Crescer nos anos 70 e 80, e ter visitado quase 20 países até os meus 12 anos me fez sentir um pouco diferente dos meus colegas.

As coisas são diferentes agora, com a era digital é muito mais comum as famílias viajarem múltiplas vezes pelo mundo. Famílias tirando as crianças da escola para viajar, ou fazendo homeschooling é muito mais comum.

Usar o mundo como uma sala de aula abriu várias oportunidades de aprendizado diferentes. Crianças aprendem de maneiras diferentes. Minhas meninas floresceram aprendendo em primeira mão, em um ambiente muito mais relaxado do que sentadas em uma cadeira na escola. Seja História em Acrópolis, Biologia Marinha no Golfo do México ou escalando um glaciar na Nova Zelândia. Aprender faz muito mais sentido quando as minhas meninas podem fazer por elas do que s´ø ler em um livro. Aprender parece entrar nelas sem tentar. Na verdade, é um produto de uma incrível aventura em família.

Agora, para fazer com que viagens sejam muito mais acessíveis para todos, eu criei um site para famílias viajantes se conhecerem, alugarem e trocarem acomodações entre si. Veja mais detalhes no site.

Jessica do Travel with Jess

Raising kids that are tolerant and compassionate - who wouldn't want that? Jessica believes travel will help her there.

Jessica e seu bebê

Eu fui picada pelo bicho da viagem antes de ter filhos. Meu marido e eu viajamos pela Tailândia por algumas semanas em 2008 e a experiência mudou a minha vida. Depois de uma longa batalha contra a infertilidade, tivemos nosso filho, Ripley, em 2012; e nossa menininha, Trillian, em 2015.

Antes de ter filhos, minha razão para viajar era puramente a vontade. Eu nunca me sentia tão viva quanto quando dizia adeus para o trabalho por algumas semanas e ia explorar uma paisagem nova ou descobrir alguma coisa nova e interessante.

Isso não mudou. Eu ainda tenho um caso saudável de vontade de viajar. No entanto, agora eu vejo o impacto maravilhoso que as viagens têm no bem estar dos meus filhos.

Aqui estão os 5 motivos que me fazem viajar regularmente com os meus filhos:

#1 – Eu quero continuar a explorar o mundo e não consigo pensar em nenhum motivo para parar e esperar as crianças crescerem.

#2 – Eu acredito que viajar vai abrir a mente deles para o mundo e ensiná-los tolerância e compaixão; espero que eles tenham essas duas qualidades.

#3 – Quando a gente viaja, eu consigo ter momentos de qualidade com a minha família, ao invés de precisar balancear o trabalho com as coisas de casa.

#4 – As crianças forçam as viagens a serem mais tranquilas, o que significa mais tempo relaxando na praia.

#5 – Crianças são excelentes quebra-gelos. É ótimo para quem, como eu, sofre de ansiedade e acha difícil começar uma conversa com estranhos.

Samantha do Going Where the Wind Blows 

Travel bug is Samantha's reason for taking her kids to travel - it may be ours too.

Os filhos da Samantha

Estabilidade, comprar casa e criar os filhos em uma área escolar boa? Não para nós, já tentamos! Tem um mundo lá fora, pronto para explorações e aventuras…

Não somos um casal que já sentiu que precisava parar e ficar no mesmo emprego até a aposentadoria!

Depois da faculdade, viajar por um ano não foi uma opção viável financeiramente, mas a gente conseguiu encaixar uma viagem única para a Nova Zelândia. Enquanto a gente viajava na nossa campervan velha (descontos de internet), conhecemos alguns casais considerando ir morar lá. No final, nos agarramos à essa oportunidade, já que estávamos na faixa etária certa e éramos qualificados nas áreas em que eles precisavam de pessoal.

Deixamos Manchester com um visto de trabalho de férias e a promessa de um emprego como professores na Ilha Sul. A gente acabou comprando nossa primeira casa e até tentamos ser ‘normais’, mas acabamos decidindo alugá-la em um ano e fomos para a Austrália por 3 anos.

Conseguimos reformar a casa e vendemos junto com 99% das nossas coisas em 2016. O começo da nossa aventura em família foi comprar as passagens para Kuala Lumpur sem nenhum plano além de passar 3 meses em Malta. Depois de quase 9 meses em Gran Canária, estamos agora explorando devagar o Reino Unido.

Vamos parar em algum momento? Acho que não!

Os próximos passos são: Europa, Ásia, América do Sul, não sabemos direito, mas estaremos no Reino Unido ainda pelos próximos 10 ou 12 meses.

Por que a gente viaja? O amanhã é incerto, a gente escolhe viver o hoje. A gente escolhe ter momentos de qualidade como família e viver experiências incríveis juntos. Enquanto formos saudáveis e tivermos dinheiro, não vemos razões para parar de explorar esse mundo enorme que dividimos! É uma questão de LIBERDADE para nós!

Gillian do The Little Den

Gillian also caught the travel bug and now she shares it with her kids - do you?

Gillian e o filho

Eu peguei o bichinho da viagem nos anos 90, quando eu estava viajando de trem pela Europa com minha melhor amiga. Logo fiquei ótima em descobrir novos lugares, comidas, culturas, conhecer pessoas novas. Quando conheci meu futuro marido, viajamos sempre que tínhamos a oportunidade, incluindo 2 meses pela Espanha e 6 meses na Nova Zelândia e Tailândia.

Quando as crianças vieram, demos uma acalmada nas viagens. Em parte, por motivos financeiros, mas também porque a gente estava exaustos. Tivemos 2 coelhos da Duracel que não tem medo de nada e a gente sentiu que viajar com as nossas crianças pequenas não era a nossa ideia de diversão. No entanto, conforme os anos foram passando e as crianças foram crescendo, a gente redescobriu as viajar – agora em família – e a gente ama. A gente se diverte estando na Europa e com a possibilidade de pular no carro, dirigir por algumas hora e experimentar língua, comida e cultura completamente diferentes.

viajar com as crianças me lembra de uma fala do Bill Bryson: “Eu não consigo imaginar nada que instigue mais o senso de maravilha infantil do que estar em um lugar aonde se é ignorante em quase tudo.” A gente ama ver o mundo pelos olhos das crianças e usamos todas as oportunidades para fazer do mundo nossa sala de aula. Existem tantas oportunidades de aprendizado por aí que não podem ser copiadas em uma escola. Finalmente, eu prefiro gastar dinheiro em experiências do que em coisas materiais. Um brinde às memórias!

Sarah do Lots of Planets have a North

Sarah is traveling with her kids for over a year now and with no plans to stop! Click to read her reasons to travel with kids

Olha quantos lugares que a familia da Sarah já visitou!

Eu acho que a gente só estava cansado da vida. Foi assim que começamos viajar em família. A gente ama nossa vida, aonde moramos, nossos amigos e família por perto… mas a gente não aguentava mais a regularidade, o estresse do trabalho (meu marido trabalhava em uma classe de alto estresse), e manter a vida com os horários e compromissos de uma vida normal.

Eu cresci em uma família aonde sair de férias era a vida. A gente estava sempre enfiados no nosso trailer indo acampar em algum lugar. Conforme crescemos, nossos pais começaram a implementar viagens anuais, 3 semanas em julho, aonde a gente ia viajar pela Austrália. Nunca para o mesmo lugar, sempre vendo coisas novas.

Agora, eu tenho os meus filhos, e quando a gente decidiu fazer as malas com as crianças e ir viajar,  teve uma parte de mim que estava tão afim de criar essas memórias nos meus filhos! É muito mais do que ver coisas incríveis, é sobre ensinar as crianças a serem cidadãos bons em um mundo incrível.

Tem tanto na nossa histórias. Como, por exemplo, o dia em que eu sugeri sermos nômades por um ano, e 4 horas depois a gente estava na escola das crianças preenchendo formulário para sair da escola, e 5 semanas depois, nossas coisas estavam no armazém e a gente estava em um avião indo para Londres.

Não é sempre flores e rosas. Tem coisas incríveis, mas também tem várias coisas ruins. A gente saiu para viajar por 12 meses e já fazem 2 anos… Agora já temos mais 18 meses planejados… Então, a gente deve amar essa vida! Se vamos parar? Quem sabe… Tem muito para se ver nesse mundo lindo.

Jessica do Magnets from Everywhere

Why stop traveling? It can be just that - no reason to stop traveling after you have kids!

Jessica e sua família

É estranho dizer que eu não faço a mínima ideia de porquê a gente começou a viajar? Quando eu era criança, eu já tive o privilégio de viajar bastante pelos Estados Unidos, mas não viajei internacionalmente até a adolescência. Na minha adolescência, eu visitei o Canadá, Belize, e o Reino Unido com a minha família. Na faculdade, pude ir para a França, Grécia, e México sozinha ou com amigos.

Durante esse tempo, conheci um cara que tinha viajado muito mais que eu. Ele já tinha vivido na Alemanha e visitado muito mais países Europeus do que eu, mas ele não estava entusiasmado com isso. Nos casamos e nos vimos com 2 salários de engenheiros e começamos a fazer planos para viajar. Corrigindo: eu estava fazendo planos, enquanto ele estava afim, mas participava só quando era obrigado. Fizemos viagens fantásticas pela Nova Zelândia e Índia antes de trazer ao mundo nossa primeira filha.

Parar de viajar nunca nem apareceu nas nossas conversas, e ela teve seu primeiro vôo internacional com 4 semanas de idade! Naquele ano, fomos para o Havaí e na nossa viagem grande, no próximo ano, levamos as duas crianças para o Vancouver e o Alasca. Quando o Chris recebeu uma oferta para ir trabalhar em Bangkok, recusamos ser deixados para trás! Nossa viagem pelo mundo não foi fácil, mas foi ótima. A partir daquele momento, a gente soube que podia levá-los pra qualquer lugar!

Agora que as crianças têm 2 e 4 anos, cada viagem está ficando mais fácil e mais divertida, a gente simplesmente não consegue parar! Viajar juntos é um jeito excelente para nos conectar como família. Quando a gente viaja, fica mais focado em nós e em criar memórias maravilhosas! Se você tem uma família moderna e ocupada que quer melhorar a relação, recomendo muito marcar uma aventura em família!

Você viaja com os seus filhos? Conta pra gente o motivo!

SaveSave

SaveSave

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta