O que fazer em Osaka com crianças

Para quem quer saber o que fazer em Osaka com os filhos, visitar o Castelo de Osaka é imprescindível!

*editado no final de 2019

* esse post contém links afiliados – eles não custam nada para você e nos dão uma pequena comissão

A melhor época para se visitar Osaka

Assim como todo o Japão em geral, Osaka no verão é quente e úmida. Durante o inverno, é seca e fria. Na primavera, tudo fica rosinha por causa das cerejeiras enquanto o outono deixa tudo alaranjado.

Primavera e outono são alta temporada. Enquanto o verão não é, necessariamente, alta temporada, o mês de agosto deixa tudo bem lotado por causa das férias escolares. O inverno é baixa temporada, mas também vê uma alta no turismo no final do ano.

Nossa época favorita é no final do outono, quase no inverno, quando já não há mais multidões, mas ainda não está absurdamente frio lá fora. E a comida nessa época é tão maravilhosa! A comida de Osaka é perfeita.

Osaka Castle and Gardens is a must see when visiting Osaka. It's beautiful, and an amazing stop for families with kids!
Esse é o parque do Castelo de Osaka. O castelo é lindo, mas o parque é muito mais – e é gratuito!

Hospedagem em Osaka para famílias

A gente costuma ficar em Airbnbs em Osaka porque eles são bem baratos. Já que Osaka tem um sistema de transporte público excelente, ficar em qualquer lugar é tranquilo.

Infelizmente, os Airbnbs que a gente já testou e aprovou não estão mais listados, então não podemos indicar um em especial. Mas olha, ficamos em uns 5 diferentes até hoje e nunca pegamos um ruim. É uma cidade fácil de se hospedar.

Osaka combines both the traditional and the modern parts of Japan. It's definitely worth a visit! Click here to know more!
Umeda é um bairro mais chique, caro. Tem muitos prédios, lojas de marca, comida cara, e shoppings. Foi divertido ver as pessoas saindo do trabalho.  

Na nossa última visita, decidimos passar uma noite no Nikko Kansai Airport Hotel, que é o hotel do aeroporto. Foi ótimo porque a gente devolveu o carro lá mesmo, depois de fazer o check-in no hotel, fomos até o aeroporto a pé (por DENTRO do hotel), devolvemos os modems de internet, e ainda compramos nosso jantar no aeroporto – e comemos no quarto.

O café da manhã é maravilhoso e os sucos locais são muito, muito bons. Eu adoraria ficar lá de novo só por causa do café da manhã. Mas os quartos são enormes, a internet funcionava perfeitamente, tudo estava limpo e arrumado, e a gente aproveitou bastante.

Clique aqui para ver os preços atualizados do hotel!

Talvez te interesse: O melhor do Japão com filhos

nanba osaka
Em uma caminhada por Namba, encontramos essa faixa de pedestres gigantesca. Muito legal!

O que fazer em Osaka para crianças

Tem tanta, mas tanta coisa para se fazer em Osaka que eu acho que uma família normal poderia morar lá uma vida inteira e não conseguir ver tudo. De qualquer jeito, a gente visitou a cidade várias vezes e acho que já podemos falar com autoridade sobre o que é muito legal e o que é… chato. É bastante coisa, não se assuste!

O melhor de Osaka para crianças

~ Uma caminhada por Namba e Shin-Osaka

É ali que muita gente trabalha e vive. Também é o lugar aonde ficam os maiores e mais famosos restaurantes e lojas (como as redes internacionais). É um ótimo lugar para se comer alguma coisa – experimente os restaurantes menores, eles costumam ser maravilhosos.

~ Museu da Moradia e Vida (Museum of Housing and Living)

Apesar desse museu não parecer ser muito atrativo para crianças, ele é muito legal. Mostra a evolução da moradia em Osaka desde o período Edo até agora. Tem amostras em miniatura que mudam, para mostrar o exterior e o interior das casas, uma exibição interativa, e uma vila tamanho real do período Edo, aonde você pode brincar com brinquedos antigos e até alugar um kimono para passear por lá.

Ele é fechado às terças e custa ¥600 por adulto, ¥300 por estudante (15~21 anos, mas precisa ter carteirinha de estudante nacional. Sem isso, paga-se o preço integral), e é gratuito para crianças abaixo de 15 anos.

Dentro da vila do Museu. Você pode entrar na maioria das casas, brincar com os brinquedos, abrir baús e etc. Precisa, no entanto, tirar os sapatos cada vez que for entrar em uma casa. Vá com sapatos fáceis de pôr e tirar.

~ Pokémon Center

Visite o Pokémon Center de Umeda. É um pouco menor que a Mega Store de Tóquio, mas tem uma variedade enorme de coisas Pokémon. São bem caras, mas é legal.

A maioria das lojas que não são Pokémon vendem os mesmos produtos um pouco mais baratos. Claro que você não vai encontrar a mesma variedade e com a mesma praticidade, mas se você não quer uma coisa em especial…

Talvez te interesse: Guia completo de Tóquio para famílias

pokemon center
Pokémon Center, em Umeda. Para quem tem crianças que curtem o animê, a loja é parada obrigatória! As lojas são sempre decoradas para as datas comemorativas. Essa de Halloween foi fofa, mas também adorei a de dia de São Valentim.

~ Rodas Gigantes

São 2 roda gigantes famosas em Osaka: a Temposan e a Hep Five. A Hep Five é menor, mais simples, toda vermelhinha, no último andar do shopping Hep Five. A gente foi nela porque foi nesse shopping que visitamos o Gudetama Café (sim, ele existe. Veja mais abaixo). A vista da cidade é bem legal, mas é isso.

A Temposan é gigante (mais de 100 m de diâmetro) e você até pode escolher dar a volta em um carro com chão de vidro. Não, obrigada. Mas enfim, de noite, as luzes acendem e não fica só colorido. São desenhos de luzes na roda gigante. Eu decidi passar longe dela para nem ver. Fica ao lado do Aquário de Osaka.

A Temposan custa ¥800 por pessoa (acima de 3 anos) e a Hep Five cobra ¥600 por pessoa (acima de 5 anos).

hep five ferris wheel
Osaka de dentro da roda gigante do Hep Five. Quando eu fico com medo, ou eu fico tirando fotos, ou eu durmo.

~ Mercado Kuromon

Dê uma volta pelo Mercado Kuromon para comer alguma coisa. A gente comeu takoyaki e okonomiyaki deliciosos lá. Se você for no horário de almoço ou jantar, vai ter muitas opções. Fora dos horários, não tem muita coisa mas ainda vale a pena visitar.

Tinha muitas barracas de peixes, e algumas até tinham pirulitos de polvo. Cheirava bem forte a peixe, então, se você não gosta, evite. A gente se divertiu vendo as coisas absurdamente estranhas.

Kuromon market osaka
As crianças elegeral esses pirulitos de polvo filhote (de verdade) como a coisa mais estranha que viram no Japão

~ Dotonbori

Sabe aquela cena clássica do rio com as luzes de neon e o homem da Glico correndo em um outdoor? Vá lá pra tirar uma foto, porque é um clássico de Osaka. Só lembre-se de ir de noite, senão o homem da Glico não corre.

Mas enfim, além do cara da Glico, você precisa comer umas comidas de rua (mesmo que seja mais caro que nos outros lugares) nas margens do rio, fazer algumas compras na Don Quijote e, quem sabe, até dar um passeio de barco pelo rio.

A gente ama a região, mesmo sendo tão lotada. É um lugar que sempre tem alguma coisa acontecendo. Da última vez, tinha um show de uma banda de meninas lá, não faço a mínima ideia de qual. A galera estava louca lá. Foi divertido.

~ Umeda Sky Building – Observatório

Se você prefere ver a cidade de cima sem estar presa em uma gaiola de metal, um lugar excelente é o Umeda Sky Building. Você sobe até o 39o ou 40o andar para ter as melhores vistas da cidade.

Tem lojas, restaurantes, lugares para fotos, etc. Tem até umas poltronas bem confortáveis para você sentar e ficar vendo a vida passar lá embaixo.

Custa ¥1500 por adulto (12+) e ¥700 por criança (4~12). Como sempre sugiro que você vá logo antes do pôr do sol, para ver a cidade durante o dia, ver o pôr do sol, e depois ver a cidade de noite. Tudo em uma visita 😀

Vendo de cima, nada parece grande, não? Se você não quiser ir no observatório do Umeda Sky Building, tem a opção do Abeno Haruka 300.

~ Castelo de Osaka

Esse é um dos nossos favoritos no Japão. Está sempre lotado e subir os 2000 andares de escada não é para os fracos (talvez eu esteja exagerando, mas só talvez). O museu que fica dentro do castelo é bem legal, vale a visita.

Mas, confie em mim, se você já foi em vários castelos pelo Japão, você não precisa ir nesse também.

Os jardins, por outro lado, você precisa. Eles são lindos, a vista é maravilhosa, e tudo é perfeito. Vá para ver o pôr do sol de lá, é de chorar de lindo.

Entrar no castelo custa ¥600 por adulto (15+) e crianças abaixo de 15 anos entram de graça – mas precisa mostrar documento, como passaporte.

~ Cup Noodle Museum (Museu do Cup Noodle)

Há, quem ia imaginar que uma coisa dessas existe, não?

A gente não achou que ia ser nada demais, mas fomos. E como a gente se enganou! Foi muito legal. Não as paredes mostrando todos os cup noodles já comercializados desde o começo dos tempos, mas o resto. Tinha réplicas de casinhas antigas, mostrando como eram feitos os macarrões antes das máquinas, os jogos, e tudo o mais.

O melhor foi fazer o nosso cup noodle. A gente decorou os copos, encheu com o que quis, selou e empacotou. Foi muito divertido. Até ganhamos várias lembrancinhas.

A entrada é gratuita, mas se você quiser fazer seu cup noodle, paga ¥300 por copo. Se quiser fazer o ramen de frango, custa ¥300 por criança (até 12 anos) e ¥500 por adulto (acima de 12).

Why not visit a Cupnoodle Museum? We didn't even know it existed. Now that we know, we need to tell you: it's fun! Click for more1
Cupnoodle Museum. Falta um pouco de informação em outras línguas, mas é muito divertido! A gente ainda tem nossos copos personalizados, que usamos como porta lápis e etc.

Melhores passeios saindo de Osaka com crianças

Tem muita coisa acontecendo em volta de Osaka. Se você não vai comprar o JR pass normal, considere comprar o local (o Kansai JR Pass) para viagens ilimitadas em trens na região.

~ Universal Studios Japan

Toda vez que a gente vai para Osaka, paramos na Universal um dia. Sempre amamos. O Mundo Mágico do Harry Potter é incrível, uma das melhores atrações de Osaka para famílias. Mas o parque inteiro é demais. Invernos são mais vazios, a época de Halloween é aterrorizante (veja aqui nossa experiência). Os verões tendem a ser lotados e quentes.

Mas qualquer dia é dia de USJ. Agora que a Coral é grande o suficiente para ir em todos os brinquedos, a gente aproveita ao máximo. Veja nosso guia da USJ aqui!

Compre seu ingresso antecipado com desconto aqui!

hogwarts, usj
Castelo de Hogwarts, na Universal Japão

~ Nara

Nara é outro passeio que a gente não perde. A cidade é famosa pela estátua de bronze de Buddha gigante, mas principalmente pelos cervos selvagens. Eles estão por toda a cidade e são lindos.

A gente não deixa de ir para Nara por causa dos cervos. Eles são super gentis e educados, apesar de que eles podem querer chamar sua atenção mordendo sua roupa.

Veja nosso guia de Nara para famílias aqui!

nara deer
Cervo de Nara comendo um biscoitinho. Não é lindo? Não aguento!

~ Kobe

Visitamos Kobe pela primeira vez em 2019 e posso dizer que é uma cidade linda. Se você não é vegetariano, pode até experimentar a carne de Kobe, famosa pelo mundo todo. Tem em qualquer restaurante pela cidade.

A cidade é pequena o suficiente para ser conhecida em um dia. Só pare no Tetsujin, o gigante de metal, e veja a cidade de noite, já que é uma das vistas noturnas mais bonitas do país.

Veja nosso guia de Kobe com filhos aqui!

O melhor de Kobe para os pequenos é esse gigante. Quanto menor a criança, melhor. Nessa hora da foto tinha um bebê correndo em volta do robô (dá até pra ver o menino, se você olhar com vontade), e ele estava tão encantado que me deu vontade de abraçar.

~ Kyoto

Kyoto é tão famosa que dispensa introduções, né?

É uma cidade grande e as atrações ficam todas bem longe uma da outra. Fica difícil ver tudo em um dia, MAS como é uma das cidades mais caras do Japão, acho que um dia é o que dá para fazer para quem viaja com orçamento limitado.

Descubra o melhor de Kyoto para famílias aqui!

A floresta de bambú de Kyoto é, definitivamente, um dos lugares mais bonitos do mundo. É murada, então não dá pra chegar muito perto, mas continua sendo linda. Mágica, até.

Aonde e o quê comer em Osaka

  • Se lambuze com o algodão doce gigante da Totti Candy Store no America Mura, perto de Namba, Shinsaibashi, e o Glico Man.
  • Aproveite e coma um hambrúrger de carne de vaca de Kobe bem na frente da loja acima.
  • Os dois melhores ramens que comemos em Osaka foram no Sanki (em Morinomiya) e no Gatton (Namba). Vale visitar os dois, múltiplas vezes! O Sanki é pequeno e familiar, enquanto o Gatton é maior, mas o ramen preto vale a pena!
A lot of the fun in Japan comes from the food. Osaka is famous for its food. Check it out!
Bom, se tem uma coisa que a gente não pode reclamar, é que a comida é ótima em Osaka. Comemos muito!
  • Royal Host é um famiresu (restaurante família). Tinha um super perto da nossa casa em Morinomiya, então fomos várias vezes. É caro, mas a comida é boa e o atendimento é impecável!
  • Tonkatsu Hanamura tem o melhor tonkatsu (filé de porco empanado) do mundo. Fica perto do Museu do Cupnoodle, vale dar uma esticada!
  • No Hep Five, tem o Gudetama Café. Todo fofo! Não conseguimos nem experimentar a comida porque a Coral derrubou o chocolate quente nela e a gente precisou socorrer e comprar roupa nova, mas enfim…
  • O Kuromon Market tem muitas opções de comida! Vale experimentar um pouco de tudo!

  • O Rikurô-ojisan é famoso pelo seu cheesecake. É uma mistura entre um bolo normal com cheesecake, que é meio cremoso, mas fofinho ao mesmo tempo. Eu amei, mas o resto da família não gostou. Experimente!
  • Umaiya é o takoyaki do vídeo acima. Tão bom que eu poderia comer só isso o dia todo. Mesmo para quem não gosta de polvo (tem pedacinhos de polvo nele), dá para comer sem medo de ser feliz.
  • Floresta Donuts tem os donuts mais lindos do mundo. Eles só usam ingredientes naturais e tal, então a gente não gostou muito. Dava para sentir o gosto do bicarbonato de sódio e a massa estava meio seca. Mas é lindo. Tão lindo.
Olha pra ele e diga se você não compraria, também. Eu até me senti mal de dar uma mordida. Mas são tão lindos. O chocolate estava bom. 😀

Transporte público em Osaka

O transporte público de Osaka é perfeito. Tem trens, ônibus, metrô, taxi, tudo. Pode até ser meio confuso, de tantas opções, mas se você comprar um JR Pass, dá pra usar em toda a rede JR sem medo. Ou você pode tomar coragem e ir!

A gente achou os funcionários das estações de trem e ônibus de Osaka muito mais gentis do que os de Tóquio. Eles sempre explicavam e mostravam o que a gente precisava fazer. A maioria das estações têm as placas com nomes em japonês e inglês, então não é tão difícil.

Veja nosso guia do transporte público no Japão aqui!

kuromon market osaka
Kuromon Market, Osaka, foi bem interessante, para dizer o mínimo. Um pouco assustador de ver os peixes gigantescos e tal, mas…

Para terminar…

As pessoas em Osaka são mais abertas e barulhentas, o que é ótimo. Assim a gente não precisava ficar falando pras crianças abaixarem o volume. Era meio irritante, no entanto, quando a gente estava no trem, tentando ouvir qual era a estação e não conseguia.

Você já esteve em Osaka? Gostaria de ir? Confira nosso vídeo e faça as malas!

  • Cidade / País
  • Estadia Mínima
  • $ ~ $$$
  • Para crianças…
  • Melhor transporte local
  • Segurança
  • Recomendamos?
  • Osaka / Japão3
  • 3 dias!
  • $$
  • Excelente!
  • Trens!
  • Super seguro
  • Muito!

SaveSaveSaveSaveSaveSave

SaveSave

 

Para quem quer deixar para ler depois, use um dos nossos pins!

Visitamos Osaka com as nossas crianças e amamos! Clique para saber um pouco mais sobre a melhor cidade para famílias no Japão!
Osaka é uma cidade incrível para uma viagem em família. Além de ser uma das mais baratas do Japão, oferece de tudo! Clique para saber mais
2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] dia não estava muito bonito, mas tinha que ser ‘hoje’ porque a gente ia embora de Osaka no dia seguinte. Durante a semana, teve tufão e 2 feriados em Osaka, e esse […]

  2. […] gente queria muito visitar Nara, mas nosso tempo em Osaka (o lugar mais próximo que a gente visitaria) era curto e a gente não sabia se conseguiria ir. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.