O melhor de Oita para famílias

Oita, na ilha de Kyushu, é uma das prefeituras com os melhores onsens (águas termais) do Japão. Um destino popular para turistas locais e internacionais, é cheia de atrações. As duas cidades mais famosas são Beppu e Yufuin. Descubra abaixo o melhor de Oita para famílias. 

Uma imagem prontinha para facilitar um pouco a vida de quem quer deixar para ler depois. Clique no botão vermelho SAVE no topo da imagem para adicionar ao Pinterest!

* esse post contém links afiliados – eles não custam nada para você e nos dão uma pequena comissão

Passamos os nossos dias em Yufuin, com uma parada em Beppu, antes de ir para Shikoku. Foram 3 dias, mas não deu para fazer nem metade do que a gente tinha planejado. A gente não tinha considerado o poder do onsen. 

Aonde se hospedar em Yufuin, Japão

Ficamos no Yufuin Kotobuki Hananosho, um ryokan com onsen privado, que foi perfeito para nós. 

A gente amou. É um ryokan grande, com onsen privado, mas também com um onsen grande e comunal. As refeições são servidas em um restaurante, o que é melhor do que ter a comida servida no quarto – assim não ficamos com medo de derrubar comida no tatami. 

Fica pertinho da rua principal, e bem em frente a uma lavanderia self service. Também tem uma loja de conveniência, que é uma mão na roda. 

Essa é a vista do bar do ryokan. Que delícia que foi tomar um matcha enquanto via as nuvens passar pela montanha…

O estacionamento é grande e gratuito. Se você vem de trem, fica a uns 10 minutos a pé da estação. 

Acredito que seja um dos onsens privados de Yufuin mais bonitos. É tão lindo. Eu sentava lá e esquecia da vida. 

Veja os preços deles aqui!

Talvez você também goste: tudo sobre viajar pelo Japão com os filhos

O que fazer em Yufuin, Oita

A maioria das atrações fica na Yunotsubu Kaiko (a rua principal de Yufuin), e é ótimo porque é fácil de ver tudo. Só saiba que é tudo lotado, então vá de manhã cedo (eles abrem lá pras 9 da manhã, mas depende da época) ou logo antes de fechar (lá pras 5 da tarde, mas também depende da estação). É tão linda, vale a pena uma parada. 

Kirinko

Esse lago em Yufuin é cheio de águas termais. Isso significa que ele cheira, haha. Tem carpas, um onsen do lado, e um templo pequenininho. 

É lindo, mas bem, bem lotado. De manhã, quando o vapor está subindo, fica mais bonito. De quebra, é mais vazio também. 

A gente não conseguiu visitar de manhã cedinho. Sabe como é, né. Café da manhã completo + banheira com águas termais é uma combinação que faz as manhãs começarem mais tarde…

Dr. Kiss Fish 

Um onsen para pés com peixinhos que comem as peles mortas do seu pé. As minhas crianças não quiseram nem chegar perto, mas o Angelo e eu fomos. Um aviso: dá cócegas. Muita. 

Eu não vou voltar tão cedo. Mas os pés saem lisinhos. 

Eles têm peixes pequenininhos (da foto) em um tanque, e peixes maiores em outro. Os maiores, por incrível que pareça, são mais gentis e dão menos cócegas, mais dá um pouco de medo.

OK, então… eu estava com medo de colocar o pé no tanque e esmagar uns peixes. Descobri que eles são espertos o suficiente para sairem debaixo. Dá um pouco de arrepio de imaginar que os peixes estão comendo as peles mortas dos pés, mas…

Ghibli Shop (Donguri no Mori)

Tudo bem que todo mundo sabe que eu sou a louca da Ghibli (oi, Totoro!) e precisei parar por lá. A lojinha é linda e todo mundo pára para tirar uma foto com o Totoro na frente da loja. Vá se quiser se encantar um pouco. 

Floral Village

Essa parte linda da rua é cheia de lojinhas mágicas, mas as crianças me avisaram para não entrar. Eles disseram que é cheia de gaiolas com bichos vivos e eu não ia gostar. 

É lá que a padaria da Kiki (O Serviço de Entregas da Kiki) ficava – mas fechou. 

‘Como é tão lotado se não tem ninguém nessa foto?’. Bom, essa foto foi tirada às 7 da noite, depois de tudo fechar e todo mundo ir embora. Vá cedinho ou de noite para tirar fotos!

Showa Retro Park

Um museu/parque que mostra como era o Japão da era Showa (1926~1989).Decidimos não entrar, já que a gente não teve nenhuma curiosidade, mas se você tiver tempo… 

Experimente todas as comidas! 

A gente comeu tanta coisa deliciosa por lá. O meu favorito foi o pudim da loja Milch. Tão bom! 

Mas vá de loja em loja, experimente os biscoitos, os shoyus tradicionais, os docinhos japoneses, os bolos e panquecas, os sorvetes, e tudo o mais. Tão bom! 

Esse é o pudim delicioso da loja Milch. Não é tão doce, o molho de caramelo é maravilhoso, é pequeno o suficiente para não estufar. Perfeito!

Traditional Crafts Center (Centro de Artesanato Tradicional)

O prédio é tão lindo, é legal de entrar mesmo para quem não vai comprar nada. Eles vendem muito artesanato lindo, mas super caros. Muito de lá é diferente, único, obras de arte, mesmo. 

Visite as lojinhas

Compramos umas xícaras de madeira lindas, mas ficamos com vontade de comprar hashi (os pauzinhos de comer) engravados com nossos nomes, umas sandálias de palha japonesas, e várias outras coisas. É muita coisa linda. 

Monte Yufu

Essa montanha é tão linda, e tem uma vista maravilhosa da cidade. Tem várias trilhas e pontos de observação, então vá com tempo! 

A cidade vista da montanha. Amo uma cidade vista de cima, não é lindo demais? E lá ainda não fazia nenhum barulho, a não ser o barulho do vento e das árvores.

Atrações turísticas de Beppu

Só tivemos algumas horinhas em Beppu, então não fizemos nada além de visitar o Parque dos Macacos de Takasakiyama, mas veja abaixo o que a gente queria ter feito:

  • Hells of Beppu (Inferno de Beppu): Lagos termais coloridos, algo como os de Yellowstone, nos EUA. Uma pena que não conseguimos ver. 
  • Beppu Sand Spa (Spa de Areia): A atividade volcânica da área faz a areia ficar morninha e é uma alternativa para os onsens. Você está enterrado na areia (o rosto fica pra fora, claro), e fica lá, absorvendo minerais e descansando. 
  • Beppu Bamboo Crafts Center: um centro de artesanato só de bambú. Uma pena gigantesca que não deu para ir, adoro coisas de bambu! 
Nessa foto, você pode ver uma pessoa aproveitando o spa de peixes, uma lojinha de sorvetes e minhas crianças nessa viela circular que começa e acaba na Yunotsubo Kaido.

Takasakiyama Monkey Park (Parque dos Macacos de Takasakiyama)

O nome dá a impressão de um zoológico, mas não é. É uma montanha aonde macacos japoneses vivem. A reserva foi criada para manter os macacos em segurança, mas também com visitações para manter os humanos felizes. 

Os macacos são livres, eles podem ficar na montanha, descer, ou ir ao topo e nunca mais voltar (como um dos grupos fez). Não tem cerca para eles, só para os humanos. 

Uma das regras é a de não tocar nos macacos, nunca. Também não se deve persegui-los, machucá-los, ou mesmo passar da barreira. 

Primavera é época de bebês! Essa família, completamente blasé para os humanos que seguiam tirando fotos, ficaram ali, se limpando. Foram longos minutos até o homem chegar com o balde de sementes.

Então, se você não gosta de ver animais enjaulados, essa é uma atração boa. 

São muitos macacos. Nós subimos a montanha de trem (preguiçosos) e vimos alguns nas árvores do caminho. Eles estão tão acostumados com humanos que nem reagem. Mesmo assim, eles podem se sentir ameaçados, então evite encará-los ou fazer movimentos bruscos. 

Dicas para quem vai visitar Takasakiyama
  • Durante a primavera (março a junho), tem bebês – eles são lindos, super recomendo! 
  • Você pode subir a montanha a pé (dizem que dá uns 10 minutos) ou de trem (2 minutos). O trem é pago (¥100 por pessoa). 
  • A entrada do parque custa ¥510 (15+ anos), ¥250 (6~14 anos) e é gratuito para os menores de 6 anos. 
  • O estacionamento custa ¥410 por carro. 
  • Fica aberto das 8:30 às 17:00 (pode entrar até às 16:30).
  • Mantenha sua bolsa fechada. 
Essa mãe-caca estava super ativa e ia pra lá e pra cá com o bebê pendurado no peito. Foi pura sorte que ela resolveu descansar um pouco bem do nosso lado.
  • Não encoste nos macacos, corra atrás deles, ou encare. 
  • Eles alimentam os macacos a cada meia hora, mas 2 vezes por dia tem uma comida especial de batata doce, que eles preferem – é quando tem mais macacos. A praça de alimentação (de macacos) é na parada do trem e chama Saru Yoseba. 
  • Lá no parque tem uma pedra com o formato do rosto de macaco (enorme!) e, se você encontra, dizem que terá sorte!
  • Tem um museu do macaco lá, com workshops, lojinhas, cafés e mais. 

Outras atrações de Oita

Harajiri no Taki

Essa é tida como uma das cachoeiras mais lindas do Japão. A gente não concorda, mas… É linda, enorme, mas vimos várias mais bonitas. Talvez seja porque visitamos logo depois de uma chuva forte e a água estava toda marrom, e o dia estava feio e chuvoso, sei lá. 

Essa é a cachoeira. Talvez quando não tenha chovido absurdos e a água esteja mais limpinha, ela seja mais bonita. Ainda assim, é considerada uma das 100 cachoeiras mais bonitas do Japão.
Usuki e Ueno Motomachi

São vários símbolos religiosos esculpidos nos penhascos e nas pedras. Em Usuki, também tem o famoso sorvete de missô. 

De Yufuin a Beppu

A estrada entre Beppu e Yufuin é linda, por montanha, com uma paisagem incrível. Dá uma meia hora de carro entre elas, e é uma maravilha. 

Para terminar: o melhor de Oita, Japão

São muitas coisas para se fazer em Oita, mas Beppu e Yufuin, os destinos mais populares, são os que mais tem coisas para se fazer. Evite, se você não gosta de locais altamente turísticos e lotados, mas eu recomendo a visita porque os ryokans das duas cidades são uns dos melhores do país e, consequentemente, do mundo. 

Mesmo que seja só para ficar no seu onsen privado, vendo as nuvens passarem, acho que vale a pena! 

  • Cidade / País
  • Estadia Mínima
  • $ ~ $$$
  • Para crianças…
  • Melhor transporte local
  • Segurança
  • Recomendamos?
  • Oita / Japão
  • 2 dias
  • $$$
  • Bom o suficiente
  • os pés!
  • Tranquilo
  • Sim!

Veja mais vídeos no nosso canal do Youtube!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.