O melhor de Kochi, Japão, para famílias

Um dos lugares mais lindos do Japão é Kochi. A maior parte do Estado ainda não é turisticamente popular, e é cheia de atrações incríveis. É impossível se arrepender de visitar. Aqui está o nosso guia com o melhor de Kochi, Japão, para famílias. 

Use essa imagem para salvar o artigo no Pinterest - e encontrar facilmente mais tarde!
Uma imagem prontinha para facilitar um pouco a vida de quem quer deixar para ler depois. Clique no botão vermelho SAVE no topo da imagem para adicionar ao Pinterest!

* esse post contém links afiliados – eles não custam nada para você e nos dão uma pequena comissão

** um aviso: esse post não é sobre Kochi na Índia, mas sim sobre Kochi, no Japão. 

Aonde fica Kochi, Japão?

Kochi fica na ilha Shikoku. Dá para chegar lá por várias pontes, mas também dá pra ir de balsa. É uma balsa tranquila. 

Entre as várias coisas de se fazer em Shikoku, uma visita à Kochi é imprescindível!  

Aonde se hospedar em Kochi

Escolhemos ficar nessa casa na vila de Ino. Foi incrível! Do outro lado da rua de um dos meus lugares favoritos no mundo, o rio Niyodo. É um lugar incrível para se hospedar em Kochi. 

É uma casa tradicional japonesa, com várias construções diferentes. Tem a parte com os quartos, a cozinha antiga + chuveiro, o banheiro separado, e a cozinha atual, tudo em casinhas separadas, mas unidas por corredores cobertos. Fica tudo pertinho, do quarto pro chuveiro são uns 2 passos, até o banheiro são uns 5. Imagine os corredores da casa ao ar livre – é isso! 

Eu achei maravilhoso, super bem ventilado (no verão quente japonês, isso é uma maravilha!), MAS o chatinho é que tinha que colocar o sapato pra andar pelo corredor e tirar antes de entrar no ‘prédio’ novo. Foi o único defeito. 

O dono, Ono-san, vive no andar debaixo, que é completamente separado, como se fosse um apartamento extra. Ele é excelente, com várias dicas demais! Se você marcar com ele, não perca a opção com jantar, que é excelente! A gente foi recebido com uma comida maravilhosa! Tinha bonito (peixe) selado, uma salada deliciosa, e mais um monte de coisa incrível!

Outro probleminha dessa casa é que você precisa de carro pra ficar lá. Não tem outra opção. 

O que fazer em Kochi, no Japão

Kochi é enorme, e como Shikoku não tem o trem bala, fica um pouco mais difícil de viajar por lá do que na ilha principal. Mesmo de carro fica difícil de ver tudo em uma semana. Veja abaixo as melhores atrações de Kochi. 

Rio Niyodo

Comecemos pelo meu lugar favorito, o incrível rio Niyodo. Esse rio com águas azuis cristalinas inacreditáveis é de chorar, tanto que ganhou o apelido de Niyodo Blue (não fui eu que inventei). É um dos rios mais lindos que eu já vi, e olha que eu moro na Nova Zelândia (famosa pelos seus rios lindos). 

O que eu posso dizer? Apesar da água estar geladíssima, esse foi um dos lugares mais incríveis aonde a gente teve a chance de nadar!

Cobre todo o desfiladeiro de Nakatsu, o de Yasui, a vila Ino, e ainda tem vários riachos afluindo dele e para ele. É de tirar o fôlego. 

São tantas pontes lindas, incluindo a ponte submersível Nagoya, que aparece quando a maré está alta e fica debaixo d’água quando a maré está alta. 

Vale Nakatsu

Essa é o lugar mais popular do rio Niyodo. Vale uma parada. Tem uma lojinha lá com um restaurante e algumas vagas de estacionamento. Dá pra andar pelo desfiladeiro Nakatsu, que é um dos lugares mais lindos do mundo. 

Na entrada do desfiladeiro. Mais para frente, dava para chegar no rio e nadar, cruzar o rio, sentar e ficar com os pés na água. Como é um lugar quase constantemente coberto por sombras, a água ali é mais fria ainda!

Se você estacionar na loja, pergunte se pode e compre alguma coisa lá. Nós paramos o carro no cotovelo da rua, do outro lado da loja. 

Tem um templo e algumas trilhas lá, também. 

Cachoeira Oodaru (大樽の滝)

Tida como uma das 100 cachoeiras mais lindas do Japão, essa cachoeira em Ochi-cho é, de verdade, maravilhosa. É horrível chegar nela, mas ela é linda. A rua é super estreita, em um penhasco, cheia de curvas. A gente foi tão devagar que acho que só demoramos 2 anos pra chegar da rodovia ao estacionamento. Depois disso, ainda são uns 15~20 minutos de caminhada até a cachoeira. 

Apesar de ser lindo quando a gente esteve lá (na primavera), ele deve ser de chorar no outono, quando as folhas das árvores estão mudando de cor.

Mas olha, confia em mim, que é demais. A caminhada é linda, essa parte do rio é linda, a cachoeira é linda. Vá. 

O único problema (além da rua) são as cobras. Faça barulhos que elas te evitam, mas mesmo assim, fique de olho aonde pisa. 

Vale e rio Yasui

Essa outra parte do rio Niyodo foi a nossa favorita do rio. Tão azul, tão valma, tão linda (quantas vezes eu consigo usar a palavra ‘lindo/a’ em um post?). 

No Vale Yasui, tem vários lugares para se estacionar o carro, e eu não sei te dizer exatamente aonde foi, mas encontramos esse lugar maravilhoso com terraços (ou lagoazinhas em andares) aonde a gente pôde nadar e brincar em segurança. Assim, tirando as cobras. 

Olha isso. Foi em uma dessas piscinas que a gente resolveu ficar a maior parte do nosso tempo. Que lugar lindo, quase ninguém em volta, água geladinha, tudo perfeito!

Foi ali (e a parte do rio em frente a casa) que a gente passou mais tempo – nadando, brincando, e aproveitando. 

Dê uma volta de carro, pare em lugares estranhos – os melhores estão escondidos.  

Plantações de chá

Kochi é famosa por suas plantações de chá. Dá pra ver muitas, muitas por toda a região. Elas são lindas e arrumadinhas, mas ficam em lugares absurdamente inclinados, não dá pra imaginar as pessoas plantando e colhendo lá. Pare no Sawatari Café para um lanche. É delicioso, local, e a vista é de tirar o fôlego. 

As plantações de chá! Não são lindas, organizadas, certinhas? Uma pena que não tinha cheiro de chá. Acho que o cheiro só vem depois que as folhas são torradas.

Castelo de Kochi

Esse castelo é um dos únicos do Japão aonde o prédio principal sobreviveu a era Edo. É lindo, sim, mas a parte interna é um pouco vazia e triste. 

Você precisa tirar os sapatos para entrar. Tem umas sapateiras na entrada (gratuitas). A entrada ao castelo custa ¥420 para adultos. Crianças até 18 anos entram de graça. 

  • Horário: das 9 às 17 (só pode entrar até às 4:30)
  • Fecha do dia 26 de dezembro ao 1 de janeiro. 
  • Como chegar lá: tem estacionamento (pago). Dá uns 25 minutos de caminhada entre o castelo e a estação Kochi. Os pontos Kochi-jo (trem) e Kochi-jo Mae (ônibus) ficam bem em frente ao castelo.
O prédio principal do castelo de Kochi. Ele é lindo, mas a parte de dentro está meio vazia, que é triste. Tem que subir várias escadas, é meio cansativo.

Obiyamachi

Essa rua comercial (só para pedestres) é linda e cheia de coisas para se comprar, comer, e fazer. Visite entre as 9 e 17, porque senão tudo fecha. E se for comer, vá entre às 11 e às 14, ou depois das 17:00 porque senão, os restaurantes estão fechados. 

Foi o primeiro lugar no Japão aonde a gente quis comer um ramen e não encontrou. Tem vários lugares vendendo udon e soba, e muitos restaurantes de frutos do mar. 

Mercado Hirome

Esse mercado é para se visitar quando com fome. É basicamente uma praça de alimentação, e cheira tão bem! Dá pra sentar e comer o que quiser, mas é permitido fumar lá dentro.

Essa é a entrada do mercado Hirome. Coral agora quer esse gato no quarto dela. Se a gente tirar a cama, quem sabe?

Se você tem problema com cigarros ou respiratórios, evite. A gente entrou e saiu em 10 minutos por causa da fumaça. Uma pena, já que tinha umas 500 coisas que a gente queria ter comido. 

Centro de Distribuição Tosahamono

As facas japonesas são boas. Elas são afiadas, e duram uma vida inteira. Essa loja linda vende tudo que corta: tesouras, facas e outras muitas coisas que a gente nem sabe dizer para que servem. 

Tem uma variedade enorme e é bem legal, mas todas as explicações são em japonês – e os funcionários só falavam japonês. Vá preparado. 

A loja vendendo tudo que corta. Não encontramos nenhuma espada de samurai, infelizmente.

Outras atrações de Kochi, Japão

Abaixo estão algumas das coisas que a gente adoraria ter feito, mas não fez. Culpa do rio Niyodo, aquela coisa azul e convidativa. Para mais informações, visite o site Visit Kochi (inglês ou japonês). 

Se você está pensando em alugar uma internet móvel no Japão, clique aqui ou use o códio WTD10 na página de pagamento para receber 10% de desconto com a Ninja Wifi

Um dos maiores pontos de interesse de Shikoku são as praias. Aparentemente, as águas ficam em temperaturas amenas (uns 25ºC o ano todo e a gente adoraria ter nadado no mar, mas não conseguiu. Ficava longe (mais de uma hora de carro) e a gente mal conseguiu cobrir o que tinha por perto. 

Uma das pontes mais lindas de Kochi, sobre o ainda mais lindo rio Niyodo. Um pouco mais pra frente tinha uma barragem que também dava para ver e atravessar.

  • Whale Watch Usa Shiokaze Park – Quer ver baleias no Japão? Consideramos ir, mas decidimos pular. O Japão não é o país mais legal com as baleias, afinal das contas. Mas é uma das atrações mais populares de Kochi. 
  • Tatsukushi Marine Park – uma reserva marinha incrível e com águas maravilhosas!
  • Muroto UNESCO Global Geopark – incredible rock formations at the beach!
  • Kochi Travel Plaza – Esse centro de informações ao turista também tem cenários de alguns filmes (filmados lá mesmo). É um jeito legal de se saber mais o que fazer em Shikoku. 
  • Cavernas Ryuga – cavernas arqueologicamente ricas, com muitos artefatos das civilizações antigas e formações naturais. É uma das atrações mais famosas de Kochi. 
  • Mercado Kure Taisho – um mercado turístico completo, com muitas coisas para se fazer – dá até pra comprar facas! 
  • Shikoku Karst Cape – um dos melhores lugares do Japão para se ver as estrelas! 
  • Rio Shimanto – um dos últimos rios límpidos do Japão, aparentemente. A gente estava feliz o suficiente com o Niyodo, mas em uma próxima vez, quem sabe… 
  • Sugi no Osugi – árvores de 2300 anos juntas pelas raízes. Dizem que passar por debaixo dela (tem um vão alto o suficiente para um adulto passar de pé) traz sorte. 
Essa ponte, no caminho da cachoeira de Odaru, foi a minha favorita. Não tem como dar errado quando junta ponte, cachoeira, um rio maravilhoso e uma floresta, né?

O que comer em Kochi

Enquanto se está em Kochi, melhor experimentar a comida local. 

O Dosa Inaka Sushi é um sushi feito de vegetais! Em alguns lugares, dá para se ter uma experiência autêntica e comer sushi vegano, enquanto em outros, caldo de peixe ou pedacinhos de peixe podem ser usados. Tente encontrar um que se encaixe na sua dieta. 

Outras comidas locais famosas são o bonito (peixe). O Bonito selado está em todos os lugares e é delicioso e fresco! 

Para terminar, atrações turísticas de Kochi, Japão

Bom, a maior atração de Kochi é a natureza. Os rios azuis, as montanhas, o mar. Tudo é incrível. Se você quer um pouco do Japão mais desconhecido, essa é sua melhor pedida. Nos surpreendeu e nos deixou morrendo de amores. É, hoje, um dos nossos lugares favotiros do mundo! 

Se inscreva no nosso canal do Youtube e descubra muito mais vídeos como esse!

  • Cidade / País
  • Estadia Mínima
  • $ ~ $$$
  • Para crianças…
  • Melhor transporte local
  • Segurança
  • Recomendamos?
  • Kochi / Japão
  • 2 dias
  • $$
  • Super bom!
  • Carro
  • Tranquilo!
  • Muito!
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.