Nossos dias em Montevideo, Uruguai, com crianças

A gente teve um pouco mais de 2 semanas em Montevideo, Uruguai, em fevereiro de 2017. Nesse post, vou contar o que a gente fez, e como você pode ter dias maravilhosos com as crianças lá!.

Já começo dizendo que eu amei o Uruguai, mas Montevideo ganhou um espaço enorme no meu coração. Foi quase perfeito, porque a quantidade de cocô na rua é de matar (de raiva, especialmente quando a gente acabou de lavar o sapato e pisa DE NOVO).
Mesmo assim, não vejo a hora de voltar!

Decidimos ir durante o verão porque a gente queria evitar o frio. Conseguimos. O verão de Montevideo é lindo, quente, mas mega caro. Foi o lugar mais caro que já visitamos até agora – até mais do que o Japão. Pagamos bem caro nas casas, então acabamos deixando de lado nossa viagem para Punta del Este.

Mas, para ser justa, era Carnaval, e isso deixa tudo mais caro mesmo (o Carnaval uruguaio dura 40 dias, não é muito fácil de evitar e é uma época incrível para se estar no país).

Durante o verão, os preços são, em média, 3 vezes mais caros do que no resto do ano. Da próxima vez, visitaremos em março, quando acabou a alta temporada, mas ainda está quentinho.

mercado agricola montevideo uruguay

Mercado Agrícola era mais bonito do lado de fora do que de dentro

Chegamos no aeroporto de manhã e tomamos um ônibus para Tres Cruces. Foi diferente, tinha gente vendendo coisa dentro do ônibus (meias e doces). O Google maps decidiu não funcionar e a gente não conseguia saber se já estávamos perto ou não. Por sorte, o Angelo fala espanhol e ele conseguiu perguntar pra um policial aonde era Tres Cruces. Ele nos avisou um ponto antes, pra que pudéssemos acordar as crianças, colocar as malas nas costas e ir.

Tres Cruces é um terminal de ônibus + shopping + praça. Como a gente estava com fome, decidimos parar no shopping e comer alguma coisa antes de ir pra casa (e a gente estava meio adiantado também). Andar com mochilas enormes na hora do almoço pela praça de alimentação não foi muito fácil nem agradável. Por sorte, tinha um mesanino só com mesas e cadeiras quase vazio. Sentamos lá e comemos Burger King, mesmo, porque achamos que seria mais fácil de pedir e rápido. Foi OK.

ACOMODAÇÃO

Demoramos uma meia hora andando de Tres Cruces até o nosso primeiro apartamento em Montevideo. (Se você é novo no Airbnb, faça seu cadastro por esse link. Assim, você recebe um desconto na sua primeira locação e a gente também recebe na nossa próxima!) Esse apartamento merecia um post inteiro para ele. Lindo, espaçoso, silencioso, com porteiros muito legais, tudo funcionava maravilhosamente. Até tinha um pacotão de papel higiênico e sabonete (raro, já que na maioria dos lugares só deixam 1 ou 2 rolos, mesmo que se fique por 2 semanas). Tudo estava limpíssimo, as camas estavam feitas, amamos muito aquele lugar. Tem até um ponto de ônibus bem na frente do prédio e um mercado a menos de 10 minutos de distância, e muitas lojas de conveniência a alguns passos. Eu acho que vale a pena ir pra Montevideo só pra ficar nesse apartamento. Fica no Parque Batlle, uma vizinhança verde e bem gostosa em Montevideo.

teatro solis montevideo uruguay

Teatro Solis – bem mais bonito do lado de dentro do que de fora

Fomos para Colonia e voltamos pra Montevideo. Nos últimos dias, ficamos nesse apartamento. É perto da Ciudad Vieja (Cidade Velha), que é no centro, da Rambla, do mercado Disco, mas era consideravelmente menor. Os porteiros eram igualmente legais e o Claudio, nosso anfitrião, foi o melhor que a gente já teve. Ele foi muito além de qualquer expectativa que a gente tinha, não tenho como recomendar mais. A melhor parte desse lugar é que dá pra ver os desfiles de carnaval das janelas do apartamento. Era bem legal ficar vendo os treinos depois que as crianças iam dormir, pela janela do quarto, com uma caneca de chá na mão. Além do quê, dava pra descer, sentir a energia do carnaval e voltar pra casa em alguns passos. Mas era bem barulhento, não recomendo pra quem é sensível a barulho (durante o carnaval, pelo menos, entre fevereiro e março).

Aliás, se você tem problemas com barulho, evite a época do carnaval de qualquer jeito, porque tem tambores pela cidade inteira. Bom, se você não curte carnaval, evite essa época porque acomodação fica bem mais cara do que o normal.

 

PARA VER E FAZER

Plaza Independencia (Praça Independência) é aonde a mágica começa. É a porta para a Ciudad Vieja e é também aonde fica o mausoléu de José Artigas. A gente não sabia o que era até entrar (é gratuito e não tem filas). Fica embaixo da estátua no meio da praça, não dá pra não ver. A praça é a divisória entre a cidade moderna e a velha. É um lugar super bom pra tomar um sol, deixar as crianças correrem e brincarem.

mausoleum jose artigas montevideo

A estátua de José Artigas bem acima do mausoléu

Logo depois (ou antes, depende da onde você vem), tem a entrada da Ciudad Vieja: a Ciudadela. É uma das únicas partes que sobraram do muro que cercava Montevideo em tempos antigos. Eu amei, é icônic e todo mundo sabe. Tem muita gente tirando fotos lá, é bem difícil conseguir uma foto sem pessoas aleatórias. Dali, tem muitas ruas só para pedestres e é tudo lindo. Os prédios são velhos (alguns até caindo aos pedaços, mesmo), mas é um lugar cheio de vida, com gente morando mesmo, lojas, restaurantes e todos os tipos de comércio. Até algumas lojas de canabis com vários turistas tirando fotos na entrada (é legal no Uruguai, então tem em vários lugares).

mercado del puerto montevideo uruguay

Dentro do Mercado del Puerto, aonde voce vai encontrar A carne

Ciudad Vieja é linda, cheia de energia, combinando perfeitamente o antigo e o atual. O único problema, na minha opinião, são os cocôs (aliás, pelo Uruguai inteiro). Tem em todos os lugares! É difícil andar sem pisar em nenhum. Mesmo assim, vale a pena andar por lá, mesmo que se pise em cocô ou não goste de arquitetura. A gente andou por lá muitas e muitas vezes. As crianças podiam andar e correr, os cachorros de rua eram todos fofos, tem sorvete, praças com gente fazendo performances, tomando sol, descansando. Tinha até alguns parquinhos. Eu amei muito.

La Rambla é outro lugar incrível. É a avenida paralela ao Rio de la Plata. A gente andava todos os dias por lá, entre 5 e 10 km, e sempre era lindo. Tem gente se exercitando, descansando, namorando, comendo, pescando ou só estando. Vai de um canto da cidade ao outro, dá pra ver bastante coisa. A gente achou bem seguro, mesmo de noite, e se divertiu bastante por lá. Na Rambla tem o ‘El Cuadrado’, que é uma pista para patins, com parquinho, máquinas de exercício e vários lugares para se descansar.

rambla montevideo uruguay

Em uma das nossas caminhadas diárias pela Rambla

Parque Batlle é um parque enorme com um parquinho ótimo que fica lotado de crianças de escola nas tardes de semana. Muito cheio. A banca de comida lá em frente ao parquinho foi aonde tomamos a Coca Cola mais gostosa e gelada do mundo. Tinha até alguns pôneis lá também, que provavelmente eram do parque de diversões que estava sendo montado pro Carnaval.

Ele fica bem perto do Estádio Centenário, o estádio de futebol uruguaio. Dá pra passear por ele, custa bem barato. Tudo parecia fechado, mas tinha uma placa dizendo que a entrada era pelo portão 15 (ou 11?) então andamos em volta do estádio. Quando encontramos, a porta estava fechada, mas não trancada. Entramos e o cara disse pra entrar logo – sem pagar. Estava em reforma, mas ainda assim foi impressionante. Enorme, e a vista dos andares de cima dava um pouco de medo. OK, muito medo. Lá, tem também o Museu do Futebol. Entramos, a porta estava aberta e achamos que era incluso no preço que o cara não quis cobrar. Depois que vimos tudo, nos falaram que a gente tinha que ter comprado os ingressos. Pedimos desculpas e saímos, mas aprendemos uma lição: não é porque está aberto que se pode entrar e não é porque está fechado que não se pode. Não dá pra saber sem perguntar.

Parque Rodó é outro parque enorme. A gente não encontrou o parquinho, mas foi o suficiente do jeito que é. Tinha também a Feria, ou feira, aos domingos. Vende mais roupas, mas tinha algumas pinturas, coisas de decoração, etc. Também é um lugar excelente para se ver a Rambla de noite. Tem até um parque de diversões pequeno lá. A Coral gostou, mas os 3 maiores se recusaram a participar.

Teatro Solis é um teatro lindíssimo em Montevideo. Lindo também do lado de dentro. As visitas guiadas são baratas, custando UYU 60 pelo passeio em português, inglês e francês e UYU 40 para passeios em espanhol. Dá pra entrar para comprar os tickets para as peças atuais e tomar um café.

Estádio Centenário, apesar de vazio e em reforma, foi impressionante

Mercado Agrícola costumava ser um mercado agrícola, mas hoje parece mais um shopping. A parte de fora é linda, mas por dentro parece uma galeria de lojas, mesmo. Quando a gente foi, só conseguimos ficar por uns 20 minutos. Tinha um barulho chato e contínuo que me deu dor de cabeça. Simplesmente não parava! Até o Angelo, que não costuma reclamar, quis ir embora o mais rápido possível. Como saímos correndo, nem sei dizer se tem alguma coisa que valha a visita.

La Fuente de los Candados é a fonte dos cadeados, na avenida 18 de Julho. É uma fonte com uma grade em volta. A grade é que é toda cheia de cadeados. Nem água tinha quando visitamos, e fica no meio da calçada. Talvez valha a visita se você for deixar um cadeado lá, mas senão, deixe pra ver se passar por ela ou se for ao Bar Facal tomar um mate.

Museo del Carnaval é um museu pequeno, mas cheio de cultura. Pode ser um pouco assustador para crianças pequenas.

Playa de los Pocitos é a praia mais famosa, e é aonde fica o letreiro de Montevideo. A água é morninha, mas não achamos nada demais, não.

pocitos montevideo uruguay

Tivemos que esperar um tempão pela nossa vez, mas valeu a pena!

PARA COMER

Prepare-se para comer carne bovina. Tem muita, já que a maior indústria do país é a da carne. Muito boi. Mas não tenham medo, vegetarianos, tem opções em alguns restaurantes e tem restaurantes veganos também.

Mercado del Puerto é aonde tem a carne. Quer experimentar a parrillada? Vá lá. Na verdade, é um galpão cheio de restaurantes. Tem muitos restaurantes e alguns quiosques de lembracinhas. O melhor restaurante lá, na nossa opinião, é o Cabana Veronica. Está quase sempre cheio, então talvez você precise esperar. Esperar nem é ruim, porque eles te dão um copinho de um chanpanhe-vinho delicioso, docinho e refrescante. Eu amei e eu nem tomo álcool. Uma pena que eu não tenha perguntado o que era aquilo pra comprar.

Ceibo foi um dos meus restaurantes favoritos, com uns croquetes de lentilha maravilhosos. Tinha outras opções, mas essa foi a melhor. As sobremesas também são boas.

Locos de Asar é um restaurante de carne, mas acreditem, o espeto de vegetais é delicioso! As sobremesas também são incríveis, vale ir só por elas!

montevideo architecture

Montevideo é assim, linda por todos os cantos

COMPRAS

Tres Cruces é um shopping normal, com uma rodoviária no andar mais baixo. São muitas, e a gente usou a COT, que foi bem boa.

Punta Carretas é outro shopping, um pouco mais chique. Só fomos por causa do cinema.

Mosca é uma papelaria. Quer me ver louca e descontrolada? Me joga numa papelaria. Aparentemente a Melissa é igual, então eles tiveram 2 loucas lá. Também tem brinquedos e livros.

As ferias (ou feiras) também são excelentes para se comprar coisas! A Tristán Narvajo é enorme (deve tomar a cidade inteira, não dava para ver o fim!) aos domingos, na 18 de julho. Precisa ver. A outra é no Parque Rodó, já escrevi sobre ela lá em cima.

la rambla night montevideo

Depois do cinema em Punta Carretas, foi essa a vista que a gente teve na Rambla.

SUPERMERCADOS

Kinko foi o primeiro que a gente foi, mas era mais uma loja de conveniência do que um mercado.

Disco é um mercado grande e completo. Estão em todos os lugares, então é fácil de achar.

Tata também estava presente em Montevideo, bem em frente ao segundo apartamento. Nossas compras da última semana foram todas lá.

TRANSPORTE

Motoristas de taxi são malucos. A gente tomou uma vez, de Tres Cruces até o segundo apartamento (não era perto) e foi o suficiente. Sério, eles não pararam nenhuma vez. Foram 2 taxis, um com o Angelo e 2 crianças e um para mim e outras 2 crianças. Nem farol fazia os caras pararem, imagine cruzamento. O ‘meu’ foi de ré na contra mão mesmo porque passou do prédio. Por uns 2 quarteirões.

parque rodo montevideo uruguay

O parque de diversões do Parque Rodó: dá pra ver que a Coral amou?

Além dos taxis, andamos bastante de ônibus. Desde ônibus locais à ônibus de turismo, nunca tivemos um problema. Todos foram pontuais, confiáveis, seguros e relativamente confortáveis. Eu acho que ônibus são suficientes em Montevideo.

TATTOO

Fizemos a nossa tatuagem no Luces y Sombras com o Chelo Lópes. Ele foi bem educado, tentou se comunicar comigo, apesar da falta de espanhol e foi bem barato, custou UYU 2000 por 2 tatuagens, uma minha e uma do Angelo. A gente amou.

O HOTEL DA ÚLTIMA NOITE

Ficamos no Hotel Bahamas. Foi uma decepção porque eles anunciavam piscina aquecida e quartos com cozinha, mas a cozinha não funcionava (?) e a piscina não era aquecida. A cozinha, eles disseram, é porque não é pra usar, mesmo. A piscina a gente nem perguntou. Mas enfim, o café da manhã foi OK, o transfer foi perfeito e os funcionários foram todos simpáticos. É um lugar barato e suficiente para se ficar por uma noite.

tristan narvajo montevideo uruguay

Na feira de Tristán Narvajo – vale a visita!

DE RESTO…

Montevideo, apesar de tudo, não é legal para carrinhos e cadeiras de rodas em algumas partes. As calçadas são desiguais, cheias de desníveis, quebradas e não é seguro andar na rua (veja, você pode cruzar com um taxista).

A internet foi um sonho! Rápida, estável e em todos os lugares.  OK, a gente só esteve em Montevideo e Colonia, mas a internet foi excelente nos dois lugares, até no meu celular. Foi a melhor internet até agora, até melhor do que o Japão.

Use protetor solar. Sério, mesmo que esteja nublado. O sol queima muito.

Bom, acho que já está longo o suficiente.

Esse foi o nosso guia de Montevideo. Se você leu até aqui, você provavalmente está planejando uma viagem para lá. Se tiver perguntas, deixe nos comentários que eu vou responder o mais rápido possível!

plaza independencia montevideo uruguay

Como não amar?

Você sabia que a gente tem um canal no Youtube? Ele está aqui!

SaveSave

4 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] lindos, seguros, com muita coisa pra ver e fazer. Em Colonia, 2-3 dias são suficientes enquanto Montevideo requer bem mais. A gente ficou pouco mais de 2 semanas e ainda não viu tudo o que queria – a […]

  2. […] Visitar lugares como o Salar de Uyuni ou o Machu Picchu e até mesmo se apaixonar por outra cidade, Montevideu, foi simplesmente animal! Da mesma maneira que viajar te leva a sonhar e as alturas, existiram […]

  3. […] Montevideo não é um lugar super conhecido, nem tem nada demais, nenhuma experiência que todo mundo precisa viver lá. Mesmo assim, a cidade em si deveria estar na sua lista de sonhos. Aliás, ‘conhecer Montevideo com as crianças’ deveria estar na sua lista. […]

  4. […] gente teve sorte de estar nesse apartamento em Montevideo, da onde a gente podia assistir ao desfile (e aos ensaios) pela janela. Era muito legal e dava pra […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta