Nosso guia de viagens: Lima, Peru, com crianças

Pin it!

Tivemos duas semanas bem gostosas em Lima. A gente não tinha muita coisa em mente quando chegou lá, mas fomos de qualquer jeito e foi legal! Não tem a comida maravilhosa de Cusco, mas tinha muita coisa pra ver e fazer, e as crianças se divertiram.
Nossa visita foi em maio de 2017.

Passamos nossos dias nesse apartamento. É um apartamento lindo, e o primeiro contato das crianças com uma jacuzzi. Eles ficaram doidos! O apartamento é enorme, bem decorado, tem de tudo. A gente não sentiu falta de nada – o que é raro – e amamos ficar lá naquele lugar. A gente se sentiu super ricos, hahaha, e foi ótimo para duas semanas. Se fosse mais, a gente provavelmente ficaria fresco. É bem localizado, podíamos ir andando para restaurantes e cafés, até para a praia. Quando a gente não queria andar ou ia para longe, pegávamos um taxi.
Taxis são baratos lá, então nem testamos o transporte público.
(Se você é novo no Airbnb, clique aqui para receber um desconto no seu primeiro agendamento – e a gente recebe um também, sem custo nenhum pra você)

Compras

Quase sempre fizemos nossas compras no supermercado Vivenda porque ficava mais perto. Não é o mais barato, mas tem tudo. No caminho do mercado, tinha um senhor vendendo frutas e verduras frescas, e a gente comprou com ele.
Jockey Plaza é um shopping grande e cheio de marcas caras. A gente foi para fazer alguma coisa que eu não lembro o que era. Tudo o que eu lembro foi que a gente almoçou no Hard Rock Café e foi mais ou menos. Essas redes de comida internacionais são meio decepcionantes na América do Sul. Comida local, mesmo que cadeias de comida, é muito melhores e mais barata.
Larcomar é outro shopping chique. A gente foi porque nos disseram que a vista de lá é incrível, e a gente quis ver. Fica em um barranco, de cara com a praia, então é impressionante mesmo. Valeu a pena ir lá pra ver o pôr do sol, mas assim que o sol se pôs, o frio chegou com tudo e a gente nem passeou pelo shopping.
Plaza San Miguel é outro shopping. A gente foi lá depois de passear pelo Parque de las Leyendas para comer – tudo em volta estava fechado. Foi o menor shopping que visitamos, mas foi o que gostamos mais. Tinha algum evento Guerra nas Estrelas no dia, e as crianças adoraram, apesar de que estava bem difícil de ver alguma coisa. A gente acabou indo ver um filme lá. Vimos Guardians of the Galaxy 2 e foi bem tranquilo. A saída do cinema foi terrível, não tinha sinalização e a gente acabou indo para a saída de emergência, não conseguiu voltar mais e tivemos que sair do shopping e entrar de novo para usar o banheiro.

lima peru beach sunset

Essa é a vista do Larcomar, logo depois do pôr do sol.

Para comer

Foi um pouco decepcionanete, a comida em Lima não era aquela coisa deliciosa de Cusco. Era muita comida internacional. Os restaurantes com comida local que vimos eram meio baratos demais e eu fiquei com medo. Gente, um almoço completo, com bebida, entrada, prato principal, salada, arroz e sobremesa por 6 soles? Eu sei, eu sou fresca, mas não consigo evitar. Dor de barriga é um terror quando se tem família grande e eu não consigo comer se não me sinto confortável.
Casa del Alfajor é uma doceria. Fomos uma noite porque fica perto do apartamento e a gente ama alfajor. O problema é que, ao invés daquele bolinho macio, eles usam biscoito nos alfajores e a gente não gostou. Foi a primeira vez na vida que a gente não gostou de um alfajor. Além de tudo, a mulher atendendo a gente não estava com vontade de ajudar e respondia o que a gente perguntava com uma palavra (‘Esse é o quê? Alfajor. De doce de leite? Não.’). Não foi a melhor experiência.
A gente gostou do Starbucks, apesar de ser o de sempre. Fica pertinho da Casa del Afajor. O frappuccino de lúcuma estava delicioso e eles tinham pão de queijo!!!
Palettas vende paletas, claro. São tão lindas e coloridas que a gente não resistiu. Eles misturam uns sabores esquisitos, mas acho que não dá pra errar em sorvete.
La Bodega de la Trattoria é um restaurante italiano. Fomos lá depois de visitar Huacla Pucllana. A gente queria comer no restaurante lá do sítio arqueológico, mas eles não estavam servindo comida – e não serviram até às 7 da noite. Esperar 2 horas estava fora de cogitação. Saímos e entramos no primeiro restaurante que encontramos, que foi esse. Estava uma delícia! Fazia tempo que não comíamos comida italiana boa, foi muito bom!

lima centro peru

O centro de Lima é lindo, lotado e barulhento!

Clima

Lima é uma cidade aonde não chove: não tem muita diferença entre verão e inverno, a não ser na umidade. Quando a gente esteve lá, estava quente de dia e gostoso de noite. Na única vez que sentimos frio foi quando visitamos um shopping aberto – estava tão frio que não aguentamos. E olha que a gente estava com uma blusa. Bem imprevisível, eu diria. O bom é que não chove muito. Os dias ensolarados eram bem quentes, e os dias nublados eram meio geladinhos. Leve uma blusa, por via das dúvidas, sempre.

huacla pucclana lima peru

Essa é a pirâmide de Huacla Pucclana. Uma pena que não peguei uma pessoa na foto para dar uma ideia do tamanho: é enorme!

Coisas para fazer em família em Lima

Centro Histórico
Quase todos os centros de todas as cidades que visitamos até agora foram legais, e Lima não foi diferente. É lindo, cheio de vida, e é extremamente barulhento. Tão barulhento que, quando chegamos em casa naquele dia, me senti no paraíso no – quase – silêncio do lar.

Parque de Las Legendas
É um zoológico com ruínas, um parque de diversões pequenininho e muitas áreas verdes. Eu não curto zoológicos, mas as crianças gostam, então a gente vai de vez em quando. Esse não tinha os animais mais felizes do mundo, mas pela entrada extremamente barata, a gente já esperava. Entramos por engano, a gente queria ir em um museu que fica do lado e achou que ficava dentro. Para justificar o erro, a mulher vendendo as entradas falou que ficava. A Coral não aceitou sair até a gente ver todos os bichos. Os banheiros são imundos, não tinha água corrente nem papel higiênico, então leve o seu se for passar muito tempo por lá. E não esqueça o álcool em gel.
As ruínas são bem legais, mas acho que eu não voltaria.

parque de las leyendas lima peru

A área do picnic do Parque de Las Leyendas era bem legal – dava até para ver as ruínas

Parque de La Reserva
Esse foi muito legal! É um parque com fontes de água que mudam de cor, dançam com a música, e têm até uns filmezinhos projetados na água. A gente foi de noite e super valeu a pena! A gente deveria é ter levado uma troca de roupas para poder brincar na água, mas não levamos. Fora do parque tem muitos lugares para comer e comprar lembrancinhas.

parque de la reserva lima peru

Duas das 4 crianças tentando fotografar uma das fontes mudando de cor

Huaca Pucllana
É um sítio arqueológico impressionante com várias coisinhas pequenas. Eles não deixam que você passeie sozinho, precisa estar em um grupo de visita guiada. Foi meio entediante pra Coral, mas eu gostei bastante de entender mais sobre as civilizações mais antigas, a história, cultura, o lugar, e coisas que só os guias sabem. Eles têm passeios em inglês e espanhol, e saem a cada meia hora, mais ou menos, então, se você chegar logo que um grupo saiu, ou espera o próximo, ou pega pela metade.
A pirâmide é muito legal, e dá pra subir até o topo. Eles oferecem passeios noturnos, que devem ser muito legais!
Tem um mini-museu na entrada, mas estava tão cheio que a gente saiu pela metade.

Huaca Huallamarca
Nós deixamos para o último dia, para ver se desse, e deu. Foi bem legal. Uma pena que a pirâmide não é a original, ela foi reconstruída. É uma visita livre mas paga, você pode ir sozinho, e foi bem legal subir tudo e ver no nosso passo. O único problema foram os guardas seguindo a gente, acho que a gente tem cara de terrorista.

huacla pucllana lima peru

Essa é a mesma pirâmide de Huacla Pucclana, a lateral dela. Veja o tamanho da coisa!

E foi isso, nosso tempo em Lima.

No geral, Lima é um dos lugares mais barulhentos que a gente já visitou. O trânsito é caótico. Taxis são muito baratos. Não tivemos nenhum problema com insetos nem com o sol, mas não passamos longos períodos em lugares abertos.
A internet era um pouco melhor do que em Cusco, mais estável, mas ainda assim deixou a desejar.
Não se esqueça de carregar papel higiênico e álcool em gel, porque a maioria dos banheiros não tem nada.
A gente não visitou nenhum museu porque achamos que a gente teve muita história e geografia nas visitas às ruínas.

Segue a gente no Facebook pra ver o que estamos fazendo agora!

 

SaveSave

SaveSave

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] traz sentimentos contraditórios para nós. É uma cidade linda, muito silenciosa (comparando com Lima, haha) mas estava fria e chuvosa. Fica em altitude bem acima do nível do mar, o que explica muita […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta