Mie, Japão, com crianças

Mie é um Estado pequeno do Japão, e nós visitamos com as crianças! Clique para ler mais!

Um pin prontinho para quem quer deixar para ler depois!

Passamos 10 dias em Mie, em setembro de 2016.

Não foi nossa primeira vez lá. Vivemos lá por 2 anos muito tempo atrás. E eu também morei lá quando era criança. É um lugar cheio de memórias. Também têm meu pai, que nem tinha conhecido a Coral ainda, então, foi a hora.

Enquanto ficamos lá, usamos o máximo de tempo para ficar com o meu pai, ver amigas e ver os lugares que a gente amou. Foi incrível. Eu amo aquele lugar. Não é Tóquio com suas luzes neon, nem Kyoto com suas ruas históricas, nem é o lugar mais lindo do mundo, mas ainda assim, é um lugar incrível.

 

hot air balloons

Festival de balões de ar quente em Suzuka: não fomos, mas como é uma cidade pequena, deu para ver

 

Passamos a maior parte do tempo em Suzuka, com meu pai. É uma cidade pequena que fica cheia uma vez por ano, na temporada de fórmula 1. O circuito do Japão, O Suzuka Circuit, fica lá. A gente, muito inteligente, perdeu.

Postamos muitas fotos no Instagram, e dá pra ver a diferença entre uma cidade pequena e uma cidade grande. Têm muitas casas e prédios baixo, apesar de alguns chegarem a ter 10 andares, e muitas, mas muitas plantações de arroz.

 

sunset from suzuka

O pôr do sol foi lindo nesse dia, olha essas nuvens!

 

Pouca coisa mudou desde que a gente saiu de lá, em 2010: mesmas casas, mesmas lojas, mesmos restaurantes, mesmos parques, tudo igual. Foi maravilhoso não ter que descobrir tudo toda vez que a gente saía. Conseguimos usar muito mais tempo nos divertindo do que tentando descobrir aonde ir e como chegar lá.

Os 10 dias voaram, choveu quase todos os dias e a gente não conseguiu fazer tudo o que queria (ficar sem carro lá não é tão fácil). Mas adoramos.

Aonde comer em Mie com crianças

Starbucks da Tsutaya: Eu fui sozinha com amigas e foi bem legal. É o Starbucks de sempre, dentro de uma livraria, em Suzuka. Existem Starbucks em todos os lugares do Japão (e algumas até dentro das livrarias Tsutaya).

 

flower park

Essa foto foi no Flower Park, que é um dos maiores parques da região!

 

Kappa Sushi: um restaurante de sushi de esteira rolante. O sushi não é o melhor do mundo, mas é uma experiência divertida. Quando as crianças eram pequenas, eles ficavam querendo pedir comida especial só para ver o trem bala pequenininho carregando a comida deles. Divertido. Eu amo o chá deles, não é muito amargo nem muito forte, só perfeito. É uma rede de restaurantes, encontramos um em Osaka também.

Tonkatsu Saboten: um restaurante especializado em katsu (carne empanada), bem bom. A gente não comeu no restaurante, mas compramos a comida e levamos pra casa, pra comer algumas horas depois. Ainda estavam deliciosos. Estão pelo Japão todo.

Saizeria: outra rede, em todo o Japão. É um famiresu (encurtado de family restaurant) que serve comida nippo-italiana. Barato, rápido e bom!

family time

Crianças brincando com o avô

Stamina Tarou: yakiniku, ou churrasco japonês, em Yokkaichi. É um restaurante aonde se paga a entrada e come à vontade. Grelhar a própria comida é divertido. Só se atente ao tempo: são 90 minutos, mais do que isso é pago a parte.

Pinède: uma loja de doces estilo francês, com o melhor choux creme do mundo. É um doce parecido com um sonho de padaria, mas melhorado. O dessa loja é o melhor do mundo. Não que eu tenha comido o francês.

Baskin & Robins: sorveteria americana, mas com sabores ajaponesados, como xarope de bordo com batata doce.

suzuka street

Streets of Suzuka

Kiou Ramen: esse costumava ser meu ramen favorito do mundo todo, mas não é mais. Ainda amo, os gyozas são maravilhosos, mas não é mais o favorito. O molho de pimenta de lá é, provavelmente, o melhor do mundo. Não deixe de experimentar o abura-sobá, que é um ramen sem sopa, com um pouco de azeite.

– Okada Shokudô: a gente ia lá bastante quando morava perto porque é barato, tem uma variedade enorme de comida e dá pra escolher item por item. É comida caseira japonesa, como a maioria dos shokudôs. Vale experimentar algum!

– Ueno Kouen Kankou Shokudô: Um restaurante pequeno perto do museu ninja em Iga-Ueno. Serve só udon e sobá, nada excepcional, mas bom.

flower park slide

Flower Park, e seu escorregador gigante! Essa é uma parte pequena do parque!

O que fazer na região com crianças!

Para nos divertir, fomos em 2 parquinhos: o Flower Park e o Bentenyama Kôen. Os dois são legais, mas bem diferentes. O Flower Park é meio longe, complicado de chegar sem carro, mas é gigante. A Coral amou. O Bentenyama Kôen é atrás do shopping Hunter, perto da estação de trem de Hirata-chô. É pequeno, mas tem 2 gêiseres falsos e um riacho artificial, ótimos para dias quentes.

E então, fomos também para Iga-Ueno, a vila ninja. Não que haja ninjas de verdade lá (pelo menos, não que eu tenha visto, mas como eles são bons em se esconder…) mas tem o museu do ninja e várias outras coisas. No Danjiri-kan (o museu do danjiri, que são os carros de festivais japoneses de Iga), dava para alugar a roupa de ninja e passear o dia todo assim. Até no castelo de Iga tinha ninjas pendurados nas paredes.

kintetsu train

Os trens Kintetsu, em Suzuka.

Uma coisa que minhas crianças amaram muito foram os fliperamas dos shoppings de Suzuka. Eles ficavam loucos toda vez que a gente via um. Foi sorte meu pai ter dado dinheiro pra eles, porque senão eles não teriam brincado tanto.

O que eu amei mais, como você pode imaginar, foi a comida. Claro, sempre assim comigo.

A gente propositadamente pulou o parque de diversões do Suzuka Circuit, o Motopia, porque é bem guiado para crianças pequenas e, com 3 grandes, não seria divertido. Também perdemos o rio Suzuka que a gente amava, e a praia. Os dois por causa da falta de tempo e do excesso de tatuagens (os japoneses ficam com medo, ainda mais quando as tatuagens são grandes como as nossas).

hunter playground

Parte do parque Bentenyama

E um pouquinho de Suzuka!


Você iria para uma cidade pequenininha como Suzuka se fosse ao Japão? Conte pra gente!

SaveSaveSaveSave

SaveSave

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta