Um guia para planejar uma viagem à Nova Zelândia

Já pensou em visitar a Nova Zelândia? Aqui está o nosso guia da Nova Zelândia para famílias.

Um pin para facilitar vidas corridas

Um guia para viagens à Nova Zelândia

Nova Zelândia ou Aotearoa é um país pequenininho perto da Austrália, composto por duas ilhas principais (Te Ika-a-Māui e Te Waipounamu – ilhas Norte e Sul, respectivamente) e outras pequenas.

A maioria das pessoas conhece a Nova Zelândia por causa dos filmes O Senhor dos Anéis e O Hobbit, e a fruta símbolo: kiwi.

Hoje vou falar um pouco sobre esse país maravilhoso que é o nosso lar.

 

 

New Zealand

No museu Te Papa, em Wellington, e seu mapa mundi incrível

Aotearoa significa Terra da Nuvem Branca Comprida em Māori e é super acertado. Chove muito aqui na Ilha Norte. Eu diria que mais da metade do ano tem algum tipo de precipitação. Não chove tanto durante o verão, mas nas outras 3 estações…… Tragam a capa de chuva, porque os guardachuvas não são muito úteis: aqui venta MUITO.

A temperatura varia muito em todo o país, portanto procure informações específicas de cada lugar que vier visitar. Se você pretende ver vários lugares em uma só viagem, traga muitas camadas de roupas. Mas não desespere, você pode comprar o que precisar por aqui. Você encontra qualquer coisa, em quase todos os lugares.

Aqui também tem terremotos praticamente todos os dias. A maioria nem é sentida, mas eles estão aqui. Via GeoNet.

Os neozelandezes são chamados de kiwis, por causa do pássaro, não da fruta – que é chamada kiwifruit (ou fruta-kiwi). O pássaro é marrom (algumas vezes branco) e não voa, e tem um bico peculiar longo, com as narinas na ponta.

Eles estão em extinção, portanto são protegidos. Em muitas áreas onde existem kiwis, cachorros não são permitidos.

Victoria Park (Auckland)

No Victoria Park (Auckland), nos divertindo no horário em que as crianças normais estavam em aula

DINHEIRO

A gente usa o dólar da NZ. É um pouco mais barato do que o dólar australiano.

Aqui as coisas são caras: comida, transporte, acomodação, lazer, saúde, internet, tudo. Apesar de não ser um lugar barato para se visitar, existem milhares e milhares de coisas para se fazer de graça: parques, parquinhos, praias, montanhas, rios, cachoeiras, trilhas,… E eles estão em todos os lugares.

Em todos os lugares existem parques e parquinhos. Em geral são bem mantidos. Se você gosta de esportes radicais, também encontra muita variedade aqui. Venha preparado financeiramente, porque eles custam bastante.

TRANSPORTE

Existe trem e ônibus em quase todos os lugares. Você pode reservar um passe de turista via InterCity Você pode dirigir se tiver uma tradução autorizada da carteira de motorista, via NZTA .

Se for dirigir, evite as horas de entrada e saída de escolas (8 am e 3 pm) e 5 pm. Fora desse horário, se você não pretende viajar em feriado prolongado, você não deve encontrar muito trânsito. (NZ Public Holidays).

Ônibus e trens são bem cuidados e funcionam. São caros, mas é o preço da qualidade. Auckland Transport website possui informações como rotas, horários e preços em Auckland.

Vôos domésticos são baratos e você encontra por NZ$30 (às vezes menos). Também dá pra alugar um motorhome. Acampar aqui é fácil, tudo bem organizado e acessível, apesar de não ser barato.

Te Papa Museum (Wellington)

Te Papa Museum (Wellington)

ACOMODAÇÃO

A gente geralmente fica em hotéis baratos (motels) ou aluguéis de temporada, porque são mais baratos quando se tem 4 crianças.

A gente alugou uma campervan para viajar por Northland (A ponta acima de Auckland da NZ) em 2013. Foi mais caro do que a gente imaginou (aluguel, acampamento e gasolina), mas foi bem divertido. As crianças amaram!

Na verdade, você não precisa pagar para acampar aqui. Existem milhares de lugares onde você acampa de graça, mas precisa checar antes os locais permitidos. A desvantagem é que não dá pra encher a água ou as baterias do motorhome, mas se isso não é problema para você…. O site do Departamento de Conservação é um ótimo lugar cheio de informações.

 

 

 

COMIDA

Você pode comer em barracas nos Night Markets de Auckland ou nos festivais para ecomonizar sem precisar cozinhar.

Quando a gente tem algum lugar para cozinhar, a gente compra comidas fáceis de fazer nos mercados, nas feiras (farmers makets) ou nas lojinhas de bairro e cozinha. Quando a gente não tem onde cozinhar, a gente aceita o destino e paga. Restaurantes fastfood (os mesmos do mundo todo) custam entre $40 e $70 para nós 6. Fish and Chips, que é muito comum aqui (peixe empanado frito e batatas fritas), custam o mesmo. Se a gente quer comer em um restaurante melhor, a gente paga mais de $150. Não é necessário dar gorgeta, o que é um bônus.

A gente pode comprar tortinhas no mercado por $12, ou comprar pão, queijo e salada por menos de $20.

Água potável pode ser bebida direto da torneira, e nos restaurantes é grátis, mas se você resolver comprar bebida no restaurante, sai super caro (mais de $3 por bebida). Não se encontra bebida alcoólica em alguns locais, então você precisa encontrar uma loja de bebidas alcoólicas (liquor stores).

Se você só conhece o kiwi (a fruta) verde, não deixe de experimentar o amarelo (chamado golden). É mais doce, menos ácido e uma delícia!

Também não deixe de experimentar o maravilhoso mel de manuka, que tem muitas propriedades medicinais! É muito, muito delicioso e dá pra encontrar em qualquer mercado.

Piha Beach (West Auckland)

Piha Beach (West Auckland) e suas areias negras!

COMUNICAÇÃO

Você pode comprar modems USB 3G / 4G para usar a internet, que é o jeito mais fácil de se ter internet onde e quando você quiser, apesar de não ser barato – internet na NZ é cara. Mas existem outros jeitos também.

Você pode usar a internet de cafés e restaurantes. Vários oferecem internet para os clientes. Alguns ainda têm internet aberta, assim, se você ficar perto o suficiente, você pode conseguir pegar algum sinal.

Têm as bibliotecas, várias por todo o país, com internet grátis. Algum cobram uma taxa única de $2 (paga uma vez só por toda a sua vida), e você pode usar enquanto a biblioteca estiver aberta. Eu já vi gente sentada na porta da biblioteca, mesmo fechada, usando a internet.

Se você comprar um plano da Spark, você têm direito a 2Gb por dia de internet em pontos determinados. (Spark WiFi).

Para internet e 3G/4G, você pode escolher entre Spark, Vodafone, , Skinny e Slingshot.

Para finalizar

A Nova Zelândia é um dos países mais incríveis do mundo! É seguro, tranquilo, oferece oportunidades para todos os tipos de viajantes, e é lindo!

A gente ama esse país que resolveu escolher para chamar de lar, e é maravilhoso para famílias, casais, ou até viajantes solo.

 

  • País
  • Estadia Mínima
  • $ ~ $$$
  • Para crianças…
  • Melhor transporte local
  • Segurança
  • Recomendamos?
  • Nova Zelândia
  • Um mês!
  • $$$
  • Perfeito pra crianças
  • Carro
  • Super seguro
  • SIM!

 

Deixe seu comentário, alguma dica para quem quer viajar para a NZ ou uma pergunta!

 

SaveSave

SaveSaveSaveSaveSaveSaveSaveSave

SaveSave

SaveSave

SaveSave

20 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Wellington, Golden Bay, Kaikoura, Christchurch, Dunedin, Invercargill e, agora, Kingston, tudo na Nova Zelândia. No último review, a gente estaa em Kaikoura. Chegamos ao extremo sul da NZ, e agora começamos a […]

  2. […] tem nossas caminhadas, que acontecem sempre que o tempo está bom. Durante as caminhadas, aqui na NZ, têm algumas placas espalhadas em locais estratégicos, bem informativas e a gente lê todas elas. […]

  3. […] primeiro lugar, a NZ é um lugar caro. A gente tinha o limite de NZ$ 100 (mais ou menos US$ 70) por dia com moradia, que […]

  4. […] lula gigante. Ela está morta. No Te Papa (O melhor museu da NZ, fica em Wellington e vale a visita) tem uma maior, então as crianças não se interessaram muito, […]

  5. […] 9 às 5, estresse, cansaço e sem o tempo a mais que gostaria de ter com a minha família. Aqui na Nova Zelândia o horário comercial é bem justo então não fica difícil conciliar trabalho e […]

  6. […] foi para o Blood Fire Earth (Sangue Fogo Terra), que é o lugar que explica a história de como a Nova Zelândia virou o que é hoje (o nome é extremamente […]

  7. […] aviário estava cheio de kakarikis (uma espécie de periquito da NZ) e eles vinham comer na nossa mão! Uma cuidadora veio dar comida na hora em que a gente estava […]

  8. […] do Sul, claro, mas já era esperado. A pipoca é caríssima – mas é o mesmo preço da NZ. Só foi barato mesmo pela América do […]

  9. […] que tenha um mercado próximo e o mais chave, creio eu, é o tempo que ficará em cada lugar. Na Nova Zelândia, visitamos mais de 15 cidades, mas sempre ficando mais de uma semana. No Japão a mesma coisa, […]

  10. […] depois de quase morrer em algumas caminhas na NZ. Usamos propriamente algumas vezes, mas na maioria das vezes, são os nossos sapatos de avião, […]

  11. […] Maunganui é uma cidadezinha muito linda na Ilha Norte da NZ. É uma península, então é cercada por praia. Se você imagina o paraíso com praias, ele deve […]

  12. […] NZ, a gente fechava as janelas para que nenhum bicho entrasse na casa, mas deixava as cortinas abertas […]

  13. […] é a capital da NZ. Fica na ponta sul da Ilha Norte, e é uma cidade gelada onde venta […]

  14. […] O lugar é muito melhor do que a maioria dos hospitais que a gente já visitou, incluindo Nova Zelândia e Japão. Eu fui atendida por uma enfermeira, um médico, fiz uma tomografia e voltei pro médico. […]

  15. […] Poderia não ter sido tão problemático se não estivesse tão frio e chovendo tanto. Precisa fazer xixi? Claro! Pega a jaqueta, capa de chuva, botas de chuva, touca e uma lanterna. Sério. Foi terrível. Por sorte, a gente não menstruou lá. Foi em Dunedin, NZ. […]

  16. […] é a nossa casa, então a gente não dá uma de turista por lá, mas nas últimas 3 semanas de NZ, a gente fez tudo. Foi tão legal! A gente se divertiu muito, descobriu muitas coisas que eu nem […]

  17. […] montanhas de sal feitas pelos turistas, e a gente se divertiu nelas. As bandeiras dos países (a NZ tinha um adesivo colado em algum lugar bem discreto) também foram uma aula, e tinha uma estátua […]

  18. […] ano se passou. Um ano desde que decidimos mudar novamente. Nova Zelândia era a parada final, chega de viagens, mas não por muito tempo, o bichinho da viagem nos picou […]

  19. […] também com o tio Nelson. Um cara até tentou vender pra gente o kiwi amarelo, direto da NZ. Me deu uma saudadezinha… O preço dele me fez lembrar das inúmeras vezes que a gente deixava […]

  20. […] gente viveu na NZ por mais de 6 anos. É esperado que a gente tenha voado de AirNZ, e a gente o fez algumas vezes. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta para Os Piores Momentos do Nosso Primeiro Ano de Viagens | World Trip Diaries Cancelar resposta