Dinheiro: Antes e Durante as Viagens

Dinheiro!

Dinheiro é e sempre foi um fator importante quando em nossas decisões. Seja para viajar, lugar para ficar ou comer, qual produtos comprar e como se locomover de um lugar ao outro. Mas como qualquer pessoa ou família, as vezes passamos um pouquinho do nosso orçamento devido a alguma experiência ou atividade imperdível!

Como já escrevemos anteriormente, nossas despesas são altas, especialmente com relação a passagens aéreas e acomodação, mas colocando tudo no papel e comparando o antes e depois vemos que viajar ainda é mais barato que ter uma casa.

Vou tentar explicar um pouco e mostrar através de números a nossa decisão de viajar. Não tem segredo.

A regra é clara, sempre foi e ainda é. Nossos gastos tem que ser igual ou menores do que tínhamos antes da viagem. Simples. Para facilitar coloquei abaixo uma tabela e divide os gastos em 6 categorias:

Casa: Dinheiro que vai para o pagamento da hipoteca ou hospedagem.
Contas: Contas de consumo ou provedores de serviços.
Mercado: Compras de alimentos
Transporte: O que gastamos para de ir um lugar ao outro
Diversão: Todo mundo precisa. Restaurantes, cinemas e toda atividade extra que fazemos.
Outros: Gastos não planejados. Desde remédio até um novo computador caso necessário.

Equilibrio Financeiro. Encontre-o e aproveite.

Abaixo na tabela temos 2 colunas. Na primeira, “Antes da Viagem”, mostra a porcentagem que cada categoria consome de nosso orçamento. Na segunda, “Durante a Viagem”, temos a porcentagem atual de cada categoria. Vale lembrar que o “Antes” era praticamente um valor fixo e o “Durante” varia bastante de acordo com países que visitamos. Os números do “Durante” são com relação a Uruguai e Canadá, dois países onde os custos são bem elevador em comparação aos demais lugares visitados.

  • CATEGORIA
  • CASA
  • CONTAS
  • MERCADO
  • TRANSPORTE
  • DIVERSÃO
  • OUTROS
  • ANTES DA VIAGEM
  • 41 %
  • 11 %
  • 19 %
  • 10 %
  • 14 %
  • 5 %
  • DURANTE A VIAGEM
  • 48 %
  • 0 %
  • 13 %
  • 16 %
  • 16 %
  • 6 %

Como você pode ver, os gastos são bastante parecidos, mas temos alguns pontos importantes a considerar.

Casa / Contas: Durante a viagem, não temos contas a pagar, pois todos os lugares que ficamos as despesas com contas de consumos já estão inclusas. Isso explica a porcentagem um pouco mais alta. Novamente, tudo isso baseado em lugares como Uruguai e Canadá.

Mercado: Gastamos menos com mercado agora. Primeiro porque compramos apenas o necessário e suficiente para durar de uma semana a dez dias. Outro fator que contribui é que gastamos mais com diversão, leia-se comer fora, pois queremos aproveitar e conhecer pratos locais.

Transporte: Não temos mais carro, mas viajamos de avião, trem, ônibus, uber/taxi e as vezes alugamos carros para passeios de finais de semana. Passagens aéreas não são gastos mensais, então tentei dividir os gastos durante um ano para chegar em um número real.

Diversão: A melhor parte de uma viagem, depois do tempo em família é claro. Comer, sair, descobrir novos lugares e coisas. Gastos aqui vão restaurantes, cinemas, passeios e atividades que fazemos em casa parada, por exemplo um Curso de Chocolate ou uma viagem ao Machu Picchu.

Outros: Algumas vezes esse dinheiro é usado para diversão também, outras, temos que comprar remédios ou um prato que quebramos. Imprevistos acontecem e temos que estar prontos para eles. Também podemos utilizá-lo para comprar roupas novas e algumas bugigangas eletrônicas quando queremos.

Não tem mistério. Viajar, a longo prazo, é mais barato que pagar um aluguel ou hopoteca. Você pode economizar um monte, tudo depende de como você gosta de viajar.

Para nós a decisão foi simples. Se podemos gastar o mesmo valor conhecendo o mundo, por que temos que ficar em um lugar só? Por que não conhecer pessoas, lugares e culturas ao redor do mundo?

“Lembre sempre de deixar espaço para a sobremesa”

Tenho quase certeza que foi uma das melhores decisões que tomamos. Também tenho certeza que podemos fazer tudo isso com menos e ter mais para todos nós!

Convido você a tentar. Nós somos em 6 e podemos fazer isso. Com certeza famílias menores conseguem também, talvez mais fácil que nós.

Combinado? Vamos viajar!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta