Avaliação Etihad Airways

Voamos de Etihad de Tóquio para São Paulo em outubro de 2016. Foram 2 vôos longos, um de Tóquio a Abu Dabi (14 horas) e um de Abu Dabi a São Paulo (mais de 12 horas). Foram mais de 30 horas de Tóquio à São Paulo, o que faz com que seja um vôo difícil, mesmo para viajantes experientes. Tudo em classe econômica.

etihad plane window

A vista do avião: bem vindos à Abu Dabi!

Para começar, nós viajamos no aniversário da Melissa, então perguntamos na Etihad logo que compramos se eles poderiam providenciar um bolo, um cookie ou qualquer coisa, o que eles recusaram toda e qualquer proposta. Foi bem triste e nos fez ficar meio inseguros. Logo depois, a Mel perguntou se podia trocar a comida de adulto por de criança e eles foram extremamente prestativos. Na primeira ligação, disseram que precisavam checar e eles checaram: nos ligaram 3 vezes para confirmar que a comida tinha sido trocada, sem a gente precisar ligar nenhuma vez. Isso nunca tinha acontecido.

Melhorou muito o nosso humor.

Chegamos em Tóquio bem cedo e o check-in nem estava aberto ainda. Quando abriu, a fila estava longa e demoramos uma meia hora lá. Nem reclamar a gente pode, porque as moças do check-in foram super profissionais, ajudando todo mundo do melhor jeito que elas podiam. E ela também confirmou a comida da Melissa. Haha.

abu dhabi airport

O aeroporto de Abu Dabi é lindo: pequeno, mas lindo

O avião não era novo, alguns controles remotos estavam com problemas e a tela de touch não estava funcionando direito, mas no geral, não foi um vôo horrível. Assistimos alguns filmes, dormimos, assistimos mais. Os comissários foram todos pacientes e educados. Eles entregaram bolsinhas (uma bolsa de verdade pra cada um) com zíper e tudo, que tinha um livro de atividades, lápis de cor, jogo da velha e alguma outra coisa que eu não lembro. Também tinha uma bolsinha para todo mundo, com escova e pasta de dentes, tampão de orelha, máscara para dormir e chinelinho descartável para o vôo.

Os filmes não eram o que a gente estava esperando, com poucas opções para as crianças, mas foi OK. Para os adultos, eu estava esperando alguns filmes japoneses (o vôo saiu de Tóquio), mas não tinha nenhum – mas tinha vários filmes indianos e chineses!

A comida não era nem boa nem ruim, só a comida de avião normal, sem gosto. Mas encheu a barriga.

screen airplane

O vôo eterno – eu ficava olhando essa tela não sei se por desespero ou porque o controle estava quebrado, mesmo

O ar estava bem gelado e seco, então tomamos bastante água e usamos até o spray de nariz.

Nossa conexão foi em Abu Dabi. O aeroporto é lindo, mas a gente teve que andar uns 20 minutos entre o avião e a parte aonde tem restaurantes, lojas e banheiros. Tão, tão longe! Passamos a maior parte da nossa espera em umas cadeiras confortáveis com tomadas USB para carregar os aparelhos. Nem todas as tomadas estavam funcionando, mas algumas estavam e foi o suficiente.

O segundo vôo foi EXATAMENTE igual ao primeiro, pode até ter sido o mesmo avião. Os filmes eram os mesmos e foi bem tedioso porque a gente já tinha visto tudo o que queria no primeiro vôo. As crianças jogaram, quando os controles funcionavam. Talvez tenha sido porque a gente estava cansado, mas esse vôo parece que durou uns 3 anos.

best airplane toys

Os melhores brinquedos de avião: a flor foi dada pela babá de vôo e os passarinhos foram feitos com papel de chiclete

Durante esse vôo, a babá de vôo da Etihad apareceu, se apresentou, deu mais uma bolsa de atividades para as crianças e se ofereceu para ajudar como pudesse. Ela veio algumas vezes durante o vôo para trazer coisinhas para a Coral, como um certificado de bom comportamento e uma florzinha de brinquedo. Acho que é uma boa ajuda para quem viaja sozinho com crianças pequenas, mas não vimos nem sinal da babá de bordo no primeiro vôo.

No final do segundo vôo, a Coral começou a passar mal e vomitou nela e na cadeira dela. E foi durante uma turbulência longa. Limpamos como deu, trocamos as roupas dela e esperamos. Só faltavam 3 horas. Mas ela passou mal mais 2 vezes. A última foi na aterrissagem, em cima de mim. Foi um vôo bem tremido, mas a gente também estava cansado. Ela ficou bem brava porque queria lavar as mãos e não podia porque ou era turbulência ou o avião já tinha pousado. Nenhum dos comissários percebeu e a gente também não chamou ninguém, mas acho que a gente deveria ter chamado. O bom foi que a gente tinha várias trocas de roupas para a Coral, mas não para mim, então fiquei toda vomitada mesmo. Lembrem: carreguem uma troca de roupa para todo mundo. Eu sempre tenho, mas nesse santo vôo, não.

sleeping in the airplane

Coral dormindo, logo depois do primeiro enjôo

No final das contas, foi OK. Foi um pouco decepcionante porque foi logo depois do excelente vôo de AirNZ, mas não foi, nem de longe, nosso pior vôo. Foi bem barato, então acho que a gente pagou o que valeu.

Você já voou Etihad? O que achou?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta